Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




João Carvalho é o novo presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes

O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, designou para presidente do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) o economista João Carvalho, segundo um despacho publicad esta segunda-feira em Diário da República.
A designação fundamentou-se na experiência profissional e na “reconhecida aptidão para o desempenho da função inerente ao cargo”, lê-se no despacho.

Falta de sardinha faz disparar preços para valores recordes

A sardinha atingiu este ano valores recordes no mercado nacional, com o preço médio, por quilo, a disparar 72,9% até Novembro. No Verão, os cabazes (22,5 quilos) chegaram a ultrapassar os 300 euros. Este foi o resultado prático da falta de sardinha no mercado, já que as descargas das embarcações caíram 40,7% no mesmo período. A quota máxima de captura permitida é, este ano, de 36 mil toneladas. Um valor que fica quase a meio das capturas num ano dito normal. Mas a necessidade de proteger a espécie ditou a obrigatoriedade de estabelecer quotas máximas.

Fragata «Libertad» regressa à Argentina em Janeiro

O governo da Argentina anunciou que a fragata 'Libertad', retida no Gana há dois meses e meio, regressa ao porto de Buenos Aires, a capital do país, no dia 9 de Janeiro. O chanceler da Argentina, Héctor Timerman, disse que o acórdão unânime do Tribunal do Mar, que obrigou o Gana a liberar o navio, é "um incentivo ao povo e ao Governo argentinos".

Cerimónia de entrega do cargo de Comandante da Zona Marítima da Madeira e Chefe do Departamento Marítimo da Madeira

Realizou-se no dia 14 de Dezembro a cerimónia de entrega de comando ao novo Comandante da Zona Marítima da Madeira, Comandante Fernando Felix Marques e, simultaneamente, tomada de posse dos cargos de Chefe de Departamento Marítimo da Madeira, Capitão dos Portos do Funchal e do Porto Santo, Comandante Regional da Polícia Marítima (PM) e Comandante Local da PM do Funchal e do Porto Santo, rendendo o Comandante Pedro Amaral Frazão.

LEIXÕES ASSINALA RECORDE HISTÓRICO COM CERIMÓNIA DE COMEMORAÇÃO

Porto de Leixões celebra 600 mil teu’s movimentados num único ano

Pela primeira vez na sua história, o Porto de Leixões vai atingir nos próximos dias os 600 mil TEU’s (Twenty-foot Equivalent Unit, a medida standard internacional de quantificação de carga contentorizada, equivalente ao volume de um contentor de 20 pés) movimentados num único ano de actividade. Para assinalar a data, o Porto de Leixões realiza às 11h30 de segunda-feira, dia 17 de Dezembro, uma cerimónia comemorativa deste recorde histórico.

Greve dos estivadores causou quebra de 61% na actividade do Porto de Lisboa, diz administração

A administração do Porto de Lisboa responsabiliza a greve dos estivadores pela quebra de 61% na atividade deste porto em novembro, em relação ao mesmo mês de 2011. "A redução do número de contentores no Porto de Lisboa no mês de novembro, por comparação com idêntico mês de 2011, foi de 61%, o que corresponde exclusivamente aos efeitos da greve dos estivadores neste período", diz a administração do porto num comunicado de imprensa.

Estivadores prolongam greve até 7 de Janeiro

Os estivadores da Frente Comum estenderam as paralisações nos portos de Lisboa, Setúbal, Aveiro e Figueira da Foz do dia 31 de Dezembro até ao dia 7 de Janeiro através de um novo pré-aviso de greve, emitido na quinta-feira. Ao PÚBLICO o presidente do sindicato dos estivadores do Centro e Sul rejeita a notícia que tem sido avançada pela Lusa, que afirma que no novo pré-aviso de greve surge pela primeira vez a recusa dos estivadores da Frente Comum em transportar qualquer mercadoria que tenha como origem ou destino o porto de Leixões.

EUROPA

Tráfego de contentores para exportação cai pela primeira vez no ano

Segundo dados do Container Trades Statistics, no mês de outubro, o tráfego de contentores para exportação nos portos europeus registou uma quebra homóloga, algo que sucede pela primeira vez no corrente ano. Contudo, o mês de outubro perfilou-se como o segundo melhor mês no que a movimentação de TEU's diz respeito.

ASSUNÇÃO CRISTAS:

Agro-alimentar representa 21% das exportações de bens transaccionáveis

O agro-alimentar não é um sector menor na economia portuguesa". A convicção foi deixada pela ministra da Agricultura, Assunção Cristas, durante a conferências do ciclo "Diálogos de Internacionalização AICEP" - subordinado ao tema "Agro-alimentar: governança, competitividade e internacionalização" - que se realizou no Instituto Superior de Agronomia (ISA), em Lisboa.

Empresas têm de se coordenar para atacar os mercados externos

As empresas do sector agro-alimentar acreditam que para crescer no mercado externo é preciso ganhar dimensão. É nesta óptica que a directora executiva da Portugal Foods, que nasceu com a missão de trabalhar na inovação, competitividade e internacionalização do sector, Ondina Afonso, defende que é "necessário que seja criada uma plataforma única de apoio à internacionalização do sector agro-alimentar".

POR CAUSA DA GREVE DOS ESTIVADORES

Armadores aplicam taxa de 100 euros por contentor transportado para os Açores

O presidente do Núcleo Empresarial de São Jorge, João Paulo Oliveira, contesta a aplicação de uma taxa adicional por contentor, que as transportadoras estão a praticar nas viagens para os Açores, alegadamente por causa da greve dos estivadores.
Numa nota informtiva, o empresário explicou que a nova taxa, que varia entre 50 euros por contentor de 20 pés, e de 100 euros por contentor de 40 pés, aplica-se apenas à carga movimentada em Lisboa, um dos portos paralisados pela greve nacional dos estivadores.

Central de Cervejas já perdeu 10,5 milhões com a greve dos portos

A greve dos estivadores já custou 10,5 milhões de euros à Sociedade Central de Cervejas (SCC). O valor corresponde às perdas acumuladas desde o começo da paralisação nos portos, no início de Setembro. De acordo com a estimativa de Nuno Pinto de Magalhães, director de comunicação e relações institucionais da SCC, aos custos do desvio dos contentores do Porto de Lisboa para o Porto de Leixões somam-se as perdas relativas às vendas que deixaram de realizar-se nos mercados de exportação.

Estivadores estudam contra-proposta ao acordo de compromisso

Os sindicatos dos estivadores que se encontram por trás da vaga de greves nos portos de Lisboa, Setúbal, Aveiro e Figueira da Foz estão a ponderar a entrega de uma contra-proposta ao Acordo Compromissório que receberam na passada segunda-feira, numa reunião com a Secretaria de Estado dos Transportes.

IBM vai ajudar Faro a potenciar a Economia do Mar no concelho e região

Faro vai ser a primeira cidade portuguesa a entrar no restrito grupo de cidades do Smarter Cities Challeng da IBM, que procura potenciar o desenvolvimento sustentável de núcleos urbanos em todo o mundo.
Um projeto ligado à economia do mar apresentado pelo município algarvio mereceu a confiança da multinacional, que vai trazer especialistas em diversas áreas à região para ajudar a dinamizar projetos públicos e empresariais neste setor, anunciaram a autarquia farense e a IBM Portugal.

Porto de Setúbal exporta concentrado de cobre da Almina

O Porto de Setúbal voltou a exportar concentrado de cobre da Almina – Minas do Alentejo, SA, numa operação que decorreu, de 21 a 26 de novembro, no Terminal Praias do Sado. Foram embarcadas cerca de cinco mil toneladas no navio “Beatrice”, agenciado pela Portmar e operado pela Navipor.

FIGUEIRA DA FOZ

Movimento cresce em Outubro apesar da greve

O movimento de cargas no Porto da Figueira da Foz cresceu em outubro, cerca de quatro por cento, face ao mês de setembro, que foi um “mês fraco”. Este crescimento surge numa altura em que a greve de estivadores afeta alguns portos portugueses, entre ou quais o local. No entanto, no cômputo geral, registou-se uma descida, no trimestre setembro/ outubro/novembro, para a qual terão contribuído a greve e o abrandamento da atividade económica e das exportações.

GONÇALO VIEIRA NA CONFERÊNCIA DA ADFERSIT:

É fundamental desenvolver a ferrovia a nível interno

A ADFERSIT realizou, esta terça-feira, uma Conferência subordinada ao tema "Transporte Internacional de Mercadorias", a segunda inserida no Ciclo de Conferências "Conectividade e Competitividade". A representar a Portucel Soporcel, Gonçalo Vieira procedeu a uma apresentação centrada no mar de oportunidades que a complementaridade à rodovia representa para o grupo, com agulha apontada para os modos marítimo e ferroviário.

RÁDIO RENASCENÇA

Maioria dos empresários da ACEGE defende a alteração da lei da greve

A grande maioria dos empresários e gestores associados da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) defende a alteração da lei da greve, para travar as sucessivas paralisações nos portos. É uma das conclusões do barómetro deste mês, feito em parceria com a Renascença, o OJE e a NETSONDA.
Uma esmagadora maioria (85%) apoia a alteração da lei da greve, como resposta às sucessivas paralisações nos portos. Só 11% rejeita a medida.

Exportações para principais mercados caem há dois meses

O agravar da crise na zona euro e a greve nos portos estão a provocar uma forte desaceleração no ritmo das exportações. As vendas para os principais parceiros europeus já estão em queda há dois meses consecutivos. É o mercado extracomunitário que está a puxar pelas exportações portuguesas.

Portos mantêm subida apesar da longa greve

O Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) é claro, na análise mensal relativa a outubro do movimento de navios, mercadorias e contentores nos portos do continente: “O IPTM anuncia uma evolução positiva no mês de Outubro, na ordem de 3,6% em termos homólogos, na tonelagem global dos portos do continente. Para tal evolução contribuiu o comportamento positivo dos portos de Sines, Leixões, Figueira da Foz e Aveiro, que compensou o desempenho negativo dos restantes portos do sistema [Lisboa e Setúbal], devido em grande parte às greves”.

Total: 4077