Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




Gouveia e Melo diz que Sines tem um papel «essencial» para uma Europa em mudança

O Chefe de Estado-Maior da Armada, o almirante Gouveia e Melo considerou no diaa 23 que Sines é “essencial” numa Europa “que está em mudança” e para um Portugal que “se quer atlântico”.

“Há duas coisas que determinam o futuro: uma é a geografia e outra é a história. Quem se esquecer disso vai de certeza errar o futuro e Vasco da Gama é exemplo disso. É a nossa história associada a uma geografia, esta geografia é Sines” que “hoje é essencial, mas será muito mais essencial com uma Europa que está em mudança e para um Portugal que se quer atlântico”, afirmou Gouveia e Melo.

JOSÉ LUÍS CACHO À ANTENA 1:

Porto de Sines garante ter capacidade para ser autoestrada do gás natural

O Porto de Sines tem capacidade para ajudar a reduzir até 20% a dependência energética da Europa em relação à Rússia. É o que diz à Antena 1 o administrador do Porto de Sines. José Luís Cacho coordenou o grupo de trabalho que avaliou as condições para transformar este porto marítimo numa espécie de autoestrada de gás natural para a Europa e garante que, do ponto de vista técnico, Sines tem capacidade para exercer esse papel.

O administrador do Porto de Sines diz à Antena 1 que será necessário fazer algum investimento para que Sines possa servir de entreposto de gás natural.

Portugal investe 35 milhões em Sines para reexportar gás

Até ao final do ano estarão a sair de Sines navios metaneiros de pequena dimensão, em direcção aos portos do centro e Norte da Europa, carregados de gás natural liquefeito. Daqui a dois anos o Terminal da REN contará com novo depósito de armazenamento que custará 30 milhões.

Porto de Sines em destaque no «Le Figaro»

O Porto de Sines, o maior de Portugal, poderá duplicar a capacidade do seu terminal de gás em menos de dois anos, disse o Presidente da APS à France Press (AFP), enquanto Lisboa e Madrid defendem uma rota de abastecimento alternativa ao gás russo.

Localizado na costa sudoeste de Portugal, o porto europeu de águas profundas mais próximo dos Estados Unidos recebeu as primeiras entregas de gás natural liquefeito americano para a União Europeia em 2016. Desde então, os volumes de gás transportados, principalmente dos Estados Unidos e da Nigéria, aumentaram acentuadamente, para cerca de 4 milhões de toneladas anuais.

Em Sines, António Costa enalteceu «passo histórico» na Europa com aumento das interconexões energéticas

O Primeiro-Ministro, António Costa, considerou hoje “um passo histórico” a decisão da Comissão Europeia de assumir como “opção estratégica” o aumento das interconexões energéticas entre a Península Ibérica e o resto do mercado europeu.

“Foi um passo histórico o facto de a Comissão Europeia, na recente comunicação que fez nas circunstâncias desta guerra da Rússia contra a Ucrânia, ter assumido como sendo uma opção estratégica da Europa o aumento das interconexões entre a Península Ibérica e o resto do mercado europeu”, afirmou.

O primeiro-ministro falava no Centro de Negócios da Zona Industrial e Logística de Sines (ZILS), no distrito de Setúbal, onde foi lançado o projeto Madoqua Power2x, de produção de hidrogénio e amónia verdes, do consórcio internacional liderado pela empresa portuguesa Madoqua Renewables no valor de 1.000 milhões de euros.

Marina de Lisboa com lugares exclusivos para embarcações eléctricas

A APL-Administração do Porto de Lisboa, SA. reforçou a sua aposta na área da sustentabilidade, investindo em boas práticas ambientais na Marina de Lisboa, na Doca de Santo Amaro, reservando dois lugares, exclusivamente para embarcações elétricas. Uma iniciativa que será, no curto prazo, alargada a outras docas da Marina de Lisboa, dando resposta a uma procura crescente que se tem verificado, para este tipo de embarcações menos poluentes.

Investimento de 700 milhões de euros

Galp escolhe Porto de Setúbal para Nova Unidade de Processamento de Lítio

A GALP, em parceria com a Northvolt, escolheu Setúbal para a localização da sua nova unidade de processamento de lítio, no contexto da cadeia de abastecimento de produção de baterias para veículos, telemóveis e outros equipamentos, um importante investimento de 700 milhões euros que irá criar 200 novos empregos diretos altamente qualificados e 1300 postos de trabalho indiretos.

Porto de Setúbal presente no Fórum da Mobilidade Eléctrica

A APSS – Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, SA participou no Fórum da Mobilidade Elétrica, realizado no Fórum Luísa Todi, no dia 5 de abril, organizado pela ENA – Agência da Energia e Ambiente da Arrábida, com o apoio da CMS- Câmara Municipal de Setúbal e da UVE – Associação de Utilizadores de Veículos Eléctricos.

O evento teve como objectivo refletir sobre as temáticas da mobilidade eléctrica, com especial enfoque para a sua importância estratégica para o bem-estar ambiental na sociedade. Foram abordados o planeamento, financiamento, questões técnicas e os desafios da mobilidade por representantes de entidades de relevo no panorama empresarial nacional.

Ria Blades entra nos planos da Siemens Gamesa para triplicar pás eólicas onshore

A Siemens Gamesa, presente em Portugal desde 2019, com a aquisição parcial do negócio europeu de serviços onshore do Grupo Senvion, bem como da fábrica de pás eólicas de Ria Blades, em Vagos, uma das fábricas mais competitivas da Europa, prevê triplicar a a produção de pás eólicas onshore.

Um artigo publicado na Revista Portugalglobal faz o ponto de situação do projeto da multinacional alemã, assim como da estratégia de desenvolvimento da atividade.

DGRM visitou projectos de Hidrogénio no IST e na HyChem

A DGRM – Direcção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos, em conjunto com outras entidades relacionadas com o setor marítimo em Portugal, visitou os projectos de Hidrogénio em curso no departamento de Química no IST-Instituto Superior Técnico e na empresa HyChem, ambos em parceria com a empresa Tecnoveritas.

Em causa está a realização de um ensaio real de todo o ciclo do Hidrogénio como futuro combustível para o Transporte Marítimo, desde a sua produção por eletrólise, armazenamento e transporte com tecnologia LOHC (Liquid Organic Hydrogen Carrier) e injecção num motor marítimo.

UCRÂNIA

António Costa espera «papel cada vez mais estratégico» do Porto de Sines para GNL

O Primeiro-Ministro considerou esta sexta-feira que o acordo para os Estados Unidos fornecerem à União Europeia (UE) mais 15 mil milhões de metros cúbicos de gás natural liquefeito (GNL) dará ao Porto de Sines um “papel cada vez mais estratégico”.

“Não tenho a menor das dúvidas de que este acordo com os Estados Unidos – quer para este ano, quer sobretudo aquilo que vai ser reforçado no próximo ano, quando vai preencher cerca de um terço do que são as quantidades de gás que a Europa atualmente está a importar da Rússia – vai permitir, seguramente, ao Porto de Sines ter um papel cada vez mais estratégico”, disse o chefe de Governo, António Costa.

Governo anuncia lançamento de «grande leilão eólico no mar português»

O Governo vai lançar um leilão eólico marítimo (offshore) na próxima legislatura para aproveitar o vento no mar português.

“Queremos também aproveitar a experiência de leilão do solar flutuante (temos 12 concorrentes para 7 lotes) e fazer igual no mar, mas agora com eólica. Se estamos a falar de potências entre os 2 e os 5 GW, já não será em terra que os vamos conseguir, e fica, em antecipação para a legislatura que aí vem, um grande leilão eólico para o mar português”, anunciou hoje o ministro do Ambiente no Parlamento.

JOSÉ LUÍS CACHO, PRESIDENTE DA APP:

Portugal pode ser alternativa a abastecimento de gás da Europa

O Presidente da Associação dos Portos de Portugal (APP) defendeu quinta-feira que Portugal pode ser uma solução alternativa para resolver o abastecimento de gás na Europa, com vista a reduzir as importações da Rússia.

“Portugal pode contribuir como solução alternativa, que resolva o problema de abastecimento da Europa”, afirmou José Luís Cacho, que falava aos jornalistas, à margem da assinatura do protocolo entre a APP e a Agência Nacional de Transportes Aquaviários do Brasil (ANTAQ), em Lisboa. Conforme apontou, os portos nacionais têm capacidade de expansão, de modo a poderem receber mais gás. Por exemplo, em Sines existe a possibilidade de descarregar dois navios em simultâneo.

Investimento no Porto de Sines é essencial, diz Ministro do Ambiente

O Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, afirmou que a Europa deve “diversificar as suas fontes energéticas”, acrescentando que um investimento no Porto de Sines é essencial:

“Sines tem hoje capacidade para abastecer com Gás Natural Liquefeito (GNL) todo o mercado português, até é sobrante a capacidade que tem. Pode ser uma importantíssima porta de entrada para esse mesmo GNL”, disse o Ministro, após participar no seminário América Latina e União Europeia: dois parceiros estratégicos na cena mundial.

Terminal de Sines assegurou 100% do abastecimento de gás natural em Portugal durante fevereiro

O Terminal de Sines assegurou a totalidade do abastecimento de gás natural em Portugal durante o mês de fevereiro, tendo-se ainda registado exportações, através da interligação com Espanha, equivalentes a 10% do consumo nacional, informou a REN esta quinta-feira.

Segundo dados da REN – Redes Energéticas Nacionais, o mercado de gás natural registou em fevereiro um crescimento homólogo de 21%, impulsionado pelo segmento de produção de energia elétrica, que aumentou quase 400% “devido à reduzida disponibilidade de energia renovável, ao contrário do que tinha acontecido no período homólogo anterior”.

Porto de Sines garante haver espaço para um novo terminal de gás liquefeito

O Presidente da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), José Luís Cacho, garante que “há capacidade para construir um novo terminal de gás natural liquefeito (GNL) e de aumentar a capacidade de armazenamento”.

Segundo afirmou o presidente da APS ao “Jornal de Negócios”, se a área que a REN – Redes Energéticas Nacionais já explora em Sines não for suficiente “pode ser construído um novo terminal para que possam ser recebidos mais navios”.

DOURO

Barra terá flutuadores para produção de energia a partir das ondas

O molhe norte da barra do rio Douro, no Porto, albergará uma unidade flutuante de pequena produção de energia renovável a partir das ondas, um projecto-piloto de 10 anos, foi publicado dia 14 em Diário da República (DR).

De acordo com um edital da APDL - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, foi apresentado à entidade, pela empresa EW Portugal --- Wave Energy Solutions "um pedido para atribuição de título de utilização de recursos hídricos, de iniciativa particular, para utilização privativa de uma parcela do Domínio Público Hídrico, localizada no molhe norte da barra do Douro, concelho do Porto".

Parlamento Europeu quer aumentar produção de energia eólica no mar, incluindo no Atlântico

“Os Estados-Membros ocidentais da UE na costa atlântica [como Portugal] têm um elevado potencial natural para a produção de energia eólica marítima fixa e flutuante”, segundo o Parlamento Europeu.

O Parlamento Europeu (PE) propôs agora medidas para acelerar a criação de parques eólicos marítimos, incluindo no Oceano Atlântico, a fim de contribuir para o cumprimento dos objetivos climáticos da União Europeia.

Biocombustíveis são «parte da solução» para a poluição dos navios, diz Prio

O desafio da descarbonização dos navios juntou esta terça-feira, na Ordem dos Engenheiros, vários especialistas, num webinar. O potencial dos biocombustíveis mereceu destaque.

A conferência, um webinar acompanhado pelo Watts On, juntou diferentes representantes da fileira do transporte marítimo, casos de Pedro Amaral Frazão (Administrador do Grupo Sousa), Jorge Antunes (CEO da Tecnoveritas), Cristina Correia (Diretora de I&D e de inovação da Prio) e Diogo Almeida (Responsável de desenvolvimento do negócio de hidrogénio da Galpenergia).

NO PRIMEIRO ANO EM FUNCIONAMENTO

Primeira central offshore em Portugal resistiu a ventos de 130 quilómetros e ondas de 14 metros

A primeira central eólica marítima (offshore) em Portugal já produziu eletricidade suficiente para abastecer 60 mil famílias durante um ano, o que seria suficiente para quase abastecer, em separado, Santarém, Palmela, Figueira da Foz ou a vizinha Póvoa de Varzim.

O projeto Windfloat está a operar a 100% desde julho de 2020 e produziu um total de 75 gigawatts hora (GwH), produzindo um total de 3.800 horas no espaço de um ano.

Total: 172
[1] 2 3 4 5 6 7 8 9