Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística


90 SEGUNDOS DE CIÊNCIA | ÁUDIO

Projecto CORAL desenvolve sensores para explorar o mar profundo

Filipe Castro, investigador no Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR) e professor na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), participa no projeto CORAL – Sustainable Ocean Exploitation: Tools and Sensors, um projeto de parceria entre o CIIMAR e o INESC TEC, que recorre ao uso de novas ferramentas tecnológicas para a exploração sustentável dos recursos marinhos do mar profundo.

“Nós procuramos conhecer aquilo que em muitas circunstâncias é designado como a última fronteira, ou seja, o mar profundo. Uma zona do Planeta que se mantém ainda muito pouco conhecida e que tem seguramente desafios ao nível do conhecimento biológico mas também das tecnologias que é preciso ultrapassar”, conta.

Laboratório de Nanotecnologia disponibiliza 1 milhão de euros para acelerar empresas do sector do mar

Laboratório Ibérico Internacional lidera um projeto financiado por fundos europeus destinado a apoiar PME do sector do mar interessadas em adotar novas tecnologias para competirem a nível global. As candidaturas estão abertas até 10 de dezembro para áreas da construção naval, navegação, pesca ou aquicultura.

90 SEGUNDOS DE CIÊNCIA | ÁUDIO

Estudo quer conhecer o impacto de uma espécie invasora de peixe no ecossistema algarvio

Conhecido por chanchito, esta espécie de peixe originária da América do Sul está a desenvolver-se com sucesso na bacia do Guadiana; contudo, é ainda desconhecido o impacto da espécie no ecossistema local.​
Pedro Miguel Guerreiro, biólogo marinho e investigador do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) da Universidade do Algarve (UAlg), quer conhecer os mecanismos que este peixe usa para viver e proliferar nas nossas águas.
 

90 SEGUNDOS DE CIÊNCIA | ÁUDIO

Estudo quer conhecer o papel das algas e das plantas marinhas nos ecossistemas costeiros

A Ria Formosa no Algarve foi o espaço escolhido por este projeto para estudar o impacto das plantas e algas marinhas no seu ecossistema.​Rui Santos, professor da Universidade do Algarve (UAlg) e investigador do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) da mesma universidade, estuda o papel das plantas e algas marinhas no funcionamento dos ecossistemas costeiros.
Atualmente, o investigador quer usar este conhecimento para educar as pessoas sobre o impacto que estas plantas têm, não só no seu ecossistema, mas também sobre os benefícios que as mesmas podem trazer para a população local.

Conheça o Projecto UBEST

O projeto UBEST visa melhorar a compreensão global da capacidade de regulação biogeoquímica dos estuários e da sua vulnerabilidade face a cenários futuros de alterações climáticas e de pressões antropogénicas. O UBEST pretende apoiar a gestão efectiva, a curto e a longo prazo, destes sistemas.

Estudos em modelo reduzido de obras marítimas da Região Autónoma dos Açores

Desde a fundação do Ser viço de Hidráulica do LNEC, em 1948, foram inúmeros os estudos em modelo físico reduzido realizados para obras marítimas da RA A. O primeiro estudo em modelo reduzido de que há registo foi iniciado na segunda metade da década de 50, tendo o respetivo relatório sido publicado em março de 1958.

CIIMAR coordena estudo sobre genoma da sardinha agora divulgado em revista científica

Um consórcio internacional coordenado pelo Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) da Universidade do Porto, e com participação de investigadores do Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA), “produziu um primeiro esboço do genoma da sardinha que permitiu elucidar sobre a capacidade endógena da biossíntese de ácidos gordos polinsaturados, os famosos ómega-3, nesta espécie”.

EEA Grants poderá financiar Observatório do Atlântico

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores, Gui Menezes, revelou que o Observatório do Atlântico “deverá tomar a forma de associação privada sem fins lucrativos, com sede na Horta”, durante uma interpelação ao Executivo regional, na Assembleia Legislativa açoriana.

Segundo afirmou, “já existem identificadas várias fontes potenciais de financiamento, incluindo dois milhões de euros dos fundos EEA Grants” e já foi criada uma comissão instaladora, na qual os Açores estão representados pelo biólogo Frederico Cardigos.Já terão sido realizadas cinco reuniões, ouvidos vários investigadores e já existirá mesmo um esboço sobre o plano de trabalhos e modo de funcionamento do Observatório do Atlântico.

Cientista portuguesa descobriu que os tubarões gostam de jazz

Já se suspeitava de que os tubarões eram capazes de detetar a aproximação das embarcações. Basta reparar no que acontece nas experiências de mergulho em gaiola, nas quais os animais são atraídos pelo barulho e recompensados com comida para se manterem por perto e entreter os turistas.

Numa investigação feita na Universidade Macquarie, em Sydney, a bióloga portuguesa, que trabalha no laboratório de peixes (Fish Lab), sob orientação do perito mundial Culum Brown, provou que os tubarões também têm um gosto musical apurado e são capazes de distinguir música jazz.

Expedição científica pretende desvendar o processo de desacidificação dos oceanos

Uma equipa de investigadores irá realizar, a bordo dos navios de pesquisa Roger Revelle e Sally Ride, em Agosto, uma expedição científica no nordeste do Oceano Pacífico para estudar o ciclo de vida dos micro-organismos que representam um papel fundamental na desacidificação dos oceanos, segundo comunicado oficial da NASA (National Aeronautics and Space Administration), que chefia o projecto em conjunto com a National Science Foundation (NSF).

MADEIRA

OOM testa Wirewalker em águas portuguesas

Investigadores do Observatório Oceânico da Madeira(OOM), testam, pela primeira vez em Portugal, nas águas da Madeira, o instrumento inovador – Wirewalker – para levar a cabo o estudo da Campanha Oceanográfica da OOM 2018, no campo da oceanografia física. Estudos que têm sido executados a bordo do NRP “Almirante Gago Coutinho”, navio da Marinha Portuguesa, ao serviço do Instituto Hidrográfico, segundo a ARDITI – Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação Tecnologia e Inovação.

Falkor já chegou aos Estados Unidos

Já chegou aos Estados Unidos a equipa multi-disciplinar coordenada por João Tasso de Sousa, responsável do Laboratório de Sistemas e Tecnologia Subaquática da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (LSTS – FEUP), que durante três semanas testou novas metodologias de observação do oceano com veículos autónomos subaquáticos, de superfície e aéreos, numa frente sub-tropical situada a mil milhas náuticas ao largo da costa do sul da Califórnia.

GAFANHA DA NAZARÉ

ECOMARE garante financiamento para Estação piloto para testes de aquacultura

Uma estação piloto para teste de novos sistemas de aquacultura sustentável vai ser construída no ECOMARE – Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos da Universidade de Aveiro (UA) -, instalado na Gafanha da Nazaré (Ílhavo).

O projeto apresentado pela UA, designado AquaMMin, foi aprovado recentemente no âmbito do programa Mar 2020 e financiado num montante superior a 1,4 milhões de euros.

AVEIRO

Os 4,9 milhões do Ecomare geraram 7,8 milhões milhões de euros

O investimento de 4,9 milhões de euros aplicado na construção do ECOMARE, um equipamento que inclui um Centro de Extensão e de Pesquisa Ambiental e Marinha e uma Unidade de Pesquisa e Recuperação de Animais Marinhos, conseguiu nos dois primeiros anos de funcionamento, captar 7,8 milhões de euros para financiar 29 projectos de investigação que não era possível executar no campus da Universidade de Aveiro (UA).

Universidade de Aveiro desenvolve «detective» de bivalves

Através de uma simples análise química das conchas e dos tecidos dos bivalves, uma equipa de biólogos da Universidade de Aveiro (UA) descobriu ser possível confirmar exatamente a origem geográfica dos organismos comercializados. O teste, de forma rápida, barata e segura, promete facilitar o combate ao comércio ilegal que anualmente coloca no mercado mundial milhões de toneladas de bivalves com risco para a saúde pública. Na Galiza, onde estão alguns dos maiores produtores de bivalves, já estão de olho no ‘detective’ de bivalves da UA.

AÇORES

Governo autoriza 5,2 milhões de euros para entidade promotora do AIR Centre

Foi publicada em Diário da República a Resolução do Conselho de Ministros que autoriza a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) “a criar ou a participar na criação da entidade de direito privado que tenha por fim a criação, instalação e funcionamento do Centro Internacional de Investigação do Atlântico – AIR Centre, bem como a realizar a respectiva despesa”.

A despesa autorizada para a criação e funcionamento de tal entidade ascende, no período de 2018 a 2023, a 5.254.040 euros, no quadro do faseamento previsto da Resolução do Conselho de Ministros: 350 mil euros em 2018, 700 mil em 2019, 1.020.000 em 2020, 1.040.400 em 2021, 1.061.208 em 2022 e 1.082.432 em 2023. A mesma, porém, deverá ser extinta quando for criado o Centro Internacional de Investigação do Atlântico – AIR Centre, que o Governo quer ver formalizado até 2020 e a funcionar de forma coordenada com o Observatório do Atlântico.

Cientistas aconselham UE sobre uso do mar

O grupo de aconselhamento científico da União Europeia (UE), designado Scientific Advice Mechanism (SAM), apresentou há dias as conclusões de um estudo sobre como podemos obter mais alimentos e biomassa a partir dos oceanos sem privar as gerações futuras dos benefícios dos mares.

Maersk avança com impressão 3D a bordo dos seus navios

A impressão 3D tem sido apontada como um fenónemo que poderá revolucionar o sector dos transportes e da logística e eis que a Maersk aparece a dar o exemplo: O grupo dinamarquês – através dos seus membros Maersk Line, Maersk Tankers e Maersk Drilling – faz parte de um consórcio (denominado Green Ship) que está a desenvolver um projecto-piloto que recorre à impressão 3D de peças sobressalentes nos seus navios e nas suas plataformas offshore.

A 6 DE JUNHO, NO CENTRO DE CONGRESSOS DA ALFÂNDEGA DO PORTO

CIIMAR organiza workshop

O CIIMAR – Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto, entidade coordenadora do projecto europeu SpilLess (First-line response to oil spills based on native microorganisms cooperation), organiza o 1.º Workshop no dia 6 de Junho, pelas 14:00h, no âmbito do evento Business2Sea (Fórum do Mar), no Centro de Congressos da Alfândega do Porto.

MADEIRA

Robôs subaquáticos são mais-valia

A Administração dos Portos da Madeira, a Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação e o Observatório Oceânico da Madeira apresentaram os robôs subaquáticos autónomos que têm como missão a recolha de dados sobre os fundos marinhos, um trabalho que têm desenvolvido ao longo desta última semana nos mares da Madeira.

Total: 91
[1] 2 3 4 5