Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística


CIIMAR coordena estudo sobre genoma da sardinha agora divulgado em revista científica

Um consórcio internacional coordenado pelo Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) da Universidade do Porto, e com participação de investigadores do Instituto do Mar e da Atmosfera (IPMA), “produziu um primeiro esboço do genoma da sardinha que permitiu elucidar sobre a capacidade endógena da biossíntese de ácidos gordos polinsaturados, os famosos ómega-3, nesta espécie”.

EEA Grants poderá financiar Observatório do Atlântico

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia dos Açores, Gui Menezes, revelou que o Observatório do Atlântico “deverá tomar a forma de associação privada sem fins lucrativos, com sede na Horta”, durante uma interpelação ao Executivo regional, na Assembleia Legislativa açoriana.

Segundo afirmou, “já existem identificadas várias fontes potenciais de financiamento, incluindo dois milhões de euros dos fundos EEA Grants” e já foi criada uma comissão instaladora, na qual os Açores estão representados pelo biólogo Frederico Cardigos.Já terão sido realizadas cinco reuniões, ouvidos vários investigadores e já existirá mesmo um esboço sobre o plano de trabalhos e modo de funcionamento do Observatório do Atlântico.

Cientista portuguesa descobriu que os tubarões gostam de jazz

Já se suspeitava de que os tubarões eram capazes de detetar a aproximação das embarcações. Basta reparar no que acontece nas experiências de mergulho em gaiola, nas quais os animais são atraídos pelo barulho e recompensados com comida para se manterem por perto e entreter os turistas.

Numa investigação feita na Universidade Macquarie, em Sydney, a bióloga portuguesa, que trabalha no laboratório de peixes (Fish Lab), sob orientação do perito mundial Culum Brown, provou que os tubarões também têm um gosto musical apurado e são capazes de distinguir música jazz.

Expedição científica pretende desvendar o processo de desacidificação dos oceanos

Uma equipa de investigadores irá realizar, a bordo dos navios de pesquisa Roger Revelle e Sally Ride, em Agosto, uma expedição científica no nordeste do Oceano Pacífico para estudar o ciclo de vida dos micro-organismos que representam um papel fundamental na desacidificação dos oceanos, segundo comunicado oficial da NASA (National Aeronautics and Space Administration), que chefia o projecto em conjunto com a National Science Foundation (NSF).

MADEIRA

OOM testa Wirewalker em águas portuguesas

Investigadores do Observatório Oceânico da Madeira(OOM), testam, pela primeira vez em Portugal, nas águas da Madeira, o instrumento inovador – Wirewalker – para levar a cabo o estudo da Campanha Oceanográfica da OOM 2018, no campo da oceanografia física. Estudos que têm sido executados a bordo do NRP “Almirante Gago Coutinho”, navio da Marinha Portuguesa, ao serviço do Instituto Hidrográfico, segundo a ARDITI – Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação Tecnologia e Inovação.

Falkor já chegou aos Estados Unidos

Já chegou aos Estados Unidos a equipa multi-disciplinar coordenada por João Tasso de Sousa, responsável do Laboratório de Sistemas e Tecnologia Subaquática da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (LSTS – FEUP), que durante três semanas testou novas metodologias de observação do oceano com veículos autónomos subaquáticos, de superfície e aéreos, numa frente sub-tropical situada a mil milhas náuticas ao largo da costa do sul da Califórnia.

GAFANHA DA NAZARÉ

ECOMARE garante financiamento para Estação piloto para testes de aquacultura

Uma estação piloto para teste de novos sistemas de aquacultura sustentável vai ser construída no ECOMARE – Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos da Universidade de Aveiro (UA) -, instalado na Gafanha da Nazaré (Ílhavo).

O projeto apresentado pela UA, designado AquaMMin, foi aprovado recentemente no âmbito do programa Mar 2020 e financiado num montante superior a 1,4 milhões de euros.

AVEIRO

Os 4,9 milhões do Ecomare geraram 7,8 milhões milhões de euros

O investimento de 4,9 milhões de euros aplicado na construção do ECOMARE, um equipamento que inclui um Centro de Extensão e de Pesquisa Ambiental e Marinha e uma Unidade de Pesquisa e Recuperação de Animais Marinhos, conseguiu nos dois primeiros anos de funcionamento, captar 7,8 milhões de euros para financiar 29 projectos de investigação que não era possível executar no campus da Universidade de Aveiro (UA).

Universidade de Aveiro desenvolve «detective» de bivalves

Através de uma simples análise química das conchas e dos tecidos dos bivalves, uma equipa de biólogos da Universidade de Aveiro (UA) descobriu ser possível confirmar exatamente a origem geográfica dos organismos comercializados. O teste, de forma rápida, barata e segura, promete facilitar o combate ao comércio ilegal que anualmente coloca no mercado mundial milhões de toneladas de bivalves com risco para a saúde pública. Na Galiza, onde estão alguns dos maiores produtores de bivalves, já estão de olho no ‘detective’ de bivalves da UA.

AÇORES

Governo autoriza 5,2 milhões de euros para entidade promotora do AIR Centre

Foi publicada em Diário da República a Resolução do Conselho de Ministros que autoriza a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) “a criar ou a participar na criação da entidade de direito privado que tenha por fim a criação, instalação e funcionamento do Centro Internacional de Investigação do Atlântico – AIR Centre, bem como a realizar a respectiva despesa”.

A despesa autorizada para a criação e funcionamento de tal entidade ascende, no período de 2018 a 2023, a 5.254.040 euros, no quadro do faseamento previsto da Resolução do Conselho de Ministros: 350 mil euros em 2018, 700 mil em 2019, 1.020.000 em 2020, 1.040.400 em 2021, 1.061.208 em 2022 e 1.082.432 em 2023. A mesma, porém, deverá ser extinta quando for criado o Centro Internacional de Investigação do Atlântico – AIR Centre, que o Governo quer ver formalizado até 2020 e a funcionar de forma coordenada com o Observatório do Atlântico.

Cientistas aconselham UE sobre uso do mar

O grupo de aconselhamento científico da União Europeia (UE), designado Scientific Advice Mechanism (SAM), apresentou há dias as conclusões de um estudo sobre como podemos obter mais alimentos e biomassa a partir dos oceanos sem privar as gerações futuras dos benefícios dos mares.

Maersk avança com impressão 3D a bordo dos seus navios

A impressão 3D tem sido apontada como um fenónemo que poderá revolucionar o sector dos transportes e da logística e eis que a Maersk aparece a dar o exemplo: O grupo dinamarquês – através dos seus membros Maersk Line, Maersk Tankers e Maersk Drilling – faz parte de um consórcio (denominado Green Ship) que está a desenvolver um projecto-piloto que recorre à impressão 3D de peças sobressalentes nos seus navios e nas suas plataformas offshore.

MADEIRA

Robôs subaquáticos são mais-valia

A Administração dos Portos da Madeira, a Agência Regional para o Desenvolvimento da Investigação, Tecnologia e Inovação e o Observatório Oceânico da Madeira apresentaram os robôs subaquáticos autónomos que têm como missão a recolha de dados sobre os fundos marinhos, um trabalho que têm desenvolvido ao longo desta última semana nos mares da Madeira.

Submarino autónomo testado em Lisboa para reforçar segurança nos portos europeus

Um veículo submarino autónomo (VSA), desenvolvido por uma equipa de investigadores ingleses, foi testado no Porto de Lisboa e tem como objetivo reforçar a segurança através de um equipamento de baixos custos.

SEA FOR SOCIETY - UM MAR PARA A SOCIEDADE

Resultados das consultas portuguesas a jovens e partes interessadas

Conheça os resultados das consultas portuguesas a jovens e partes interessadas, efectuadas no ano que agora termina no âmbito do projecto “Sea for Society – Um Mar para a Sociedade”.
Dados disponibilizados pelo CIÊNCIA VIVA.

Um pequeno robot para começar a explorar o oceano

O Ziphius, desenvolvido em Portugal, deverá ser posto à venda em Março do próximo ano, sobretudo com o mercado dos EUA como alvo. Por fora é um barco telecomandado, por dentro é um computador.

Golfinhos usam «assobios» para dar nome aos companheiros, diz estudo

Os golfinhos da espécie nariz-de-garrafa (Tursiops truncatus) usam um tipo de assobio ou apito para identificar os seus companheiros, de forma semelhante à dos humanos, ao darem nomes às pessoas. É o que aponta um estudo feito pela Universidade de St. Andrews, na Escócia. Os resultados foram publicados na revista científica "Proceedings of the Natural Academy of Sciences".

Campanha de Investigação de Recursos Demersais «Outono 2013»

Doze cientistas e técnicos do IPMA encontram-se a navegar por um período de 30 dias no navio “Noruega”, entre Caminha e Vila Real de Santo António, numa campanha de investigação que pretende estimar prioritariamente a abundância e distribuição dos recrutas de pescada e carapau e, em complemento, monitorizar a abundância e distribuição de outros recursos da pesca como o verdinho, a sarda, a cavala, os tamboris e os crustáceos.

Equipa FEUP/INESC TEC brilha no Campeonato Mundial de Veleiros Robóticos

Uma equipa de estudantes e investigadores da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e da Unidade de Robótica e Sistemas Inteligentes (ROBIS) do INESC TEC conquistou dois títulos no Campeonato Mundial de Veleiros Robóticos, que decorreu em Brest (França).

Maior observatório subaquático do mundo vai permitir estudo do oceano em tempo real

No nordeste do Oceano Pacífico, está a ser criado um sistema de sensores de alta tecnologia e cabos de fibra óptica que vai permitir o monitoramento e recolha de dados a partir do fundo do mar, em tempo real. Quando estiver concluído, este será o maior observatório submarino do mundo.

Total: 84
[1] 2 3 4 5