Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




Projecto Europeu HOTMIC

Como ocorre a distribuição de microplásticos com origem terrestre, transportados pelos rios europeus, para o oceano aberto? Qual a abundância e composição do lixo, desde a superfície até ao fundo do mar? São perguntas a que o projecto Europeu HOTMIC pretende responder.
De 5 a 27 de março realizou-se a primeira campanha oceanográfica no âmbito deste projeto e Clara Lopes, do IPMA, integrou a equipa técnico-científica a bordo.

CIIMAR integra «The Porto Protocol»

Construir uma plataforma aberta e dinâmica de ideias e soluções viáveis ​​para combater o progresso ou os efeitos das alterações climáticas. É este o objetivo do The Porto Protocol, iniciativa à qual se juntou o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental da Universidade do Porto (CIIMAR-UP).

Navio da Marinha investiga zonas para sucesso de aquicultura

O Navio da República Portuguesa (NRP) Almirante Gago Coutinho prossegue a quarta fase do projecto Aquimar que visa a identificação dos melhores locais para a prática da aquicultura ao longo da costa de Portugal continental. Esta missão, que teve início dia 24 de Fevereiro, irá terminar dia 22 de Março.

Cientistas de Aveiro descobrem que cascas de banana limpam águas com metais pesados

Tanto faz que sejam da Madeira ou da América do Sul - as cascas de banana são altamente eficientes na remoção de metais pesados de águas contaminadas, descobriu uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro. No caso do mercúrio, são mesmo “as campeãs da limpeza”.

Universidade de Aveiro descobre amêijoa asiática que limpa águas contaminadas

Uma equipa da Universidade de Aveiro (UA) descobriu que as amêijoas asiáticas conseguem limpar águas poluídas, nomeadamente uma das mais poluentes indústrias do sul da Europa: a da produção de azeite. Apesar de serem uma espécie invasora e destruírem gradualmente os ecossistemas ribeirinhos nacionais, podem ser muito úteis na hora de despoluir águas.

Viana do Castelo recebe centro europeu de teste de robôs marítimos

O primeiro centro europeu de teste de robôs marítimos em ambiente real vai ser criado na costa de Viana do Castelo. O Atlantis Test Center visa validar as soluções robóticas nas «condições climatéricas mais extremas do Oceano Atlântico», em especial nos trabalhos de inspecção e manutenção das infraestruturas eólicas offshore.

Laboratório de Ciências do Mar vai nascer em Sines

A Universidade de Évora (UÉ) e a Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS) assinaram quarta-feira, 15, em Sines, o acordo que permitirá o avanço do novo espaço do Laboratório de Ciências do Mar da UÉ (CIEMAR). Para tal, as duas entidades irão estabelecer um contrato de concessão de uso privativo de uma parcela de terreno do domínio público, localizada a norte do cabo de Sines, onde serão construídas as novas instalações do CIEMAR.

INVESTIGAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

Nanomateriais à base de algas limpam águas contaminadas

Os biopolímeros extraídos de fontes naturais, como é o caso das algas abundantes no litoral nacional, podem ser enormes aliados na remoção de poluentes da água. Uma equipa de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) demonstrou que nanomateriais preparados a partir destes biopolímeros têm a capacidade de remover da água antibióticos e outros fármacos, herbicidas e ainda corantes orgânicos utilizados pela indústria, poluentes estes que são difíceis de eliminar pelas estações de tratamento de águas residuais.

AVEIRO

ECOMARE é um forte candidato aos Prémios Regiostars 2019

Académicos de alto nível vão avaliar as 24 candidaturas finalistas aos Prémios Regiostars 2019, atribuídos anualmente pela Comissão Europeia, e premiar os vencedores, mas o público também pode escolher um vencedor.

Um dos cinco finalistas na categoria 2 – ligando o azul, verde e cinza, o ECOMARE – Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos da Universidade de Aveiro une o Porto de Aveiro (cinzento) a uma zona especial de conservação – a icónica Ria de Aveiro (verde) – promovendo a proteção e a utilização sustentável dos recursos biológicos marinhos (azul), refere o site UA_online.

ECOMARE, LABORATÓRIO DA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

Uma «biblioteca» de invertebrados marinhos para estudar o que (ainda) não vem nos livros

O Ecomare, laboratório da Universidade de Aveiro inaugurado em 2017, guarda uma colecção única em Portugal de corais, algas, anémonas e lesmas-do-mar mantida por investigadores interessados “numa aquacultura menos convencional”.

Alto mar: zona crucial para a sobrevivência das comunidades costeiras

O alto mar é crucial. Um estudo recente do Centro Nacional de Oceanografia do Reino Unido, tendo-se concentrado em áreas-chave do Oceano Índico, da Baía de Bengala e do Pacífico, concluiu que estas deveriam ser designadas Áreas Marinhas Protegidas (AMP) para salvaguardar a vida das comunidades costeiras, agora mais vulneráveis.

São afectadas, principalmente, as comunidades dos Países Menos Desenvolvidos, altamente dependentes das tais “áreas-chave” de alto mar. Segundo os investigadores, que estudaram a conectividade ecológica entre as áreas que estão para além da jurisdição nacional e as águas costeiras, apesar de grande parte serem águas internacionais sem governo, precisam de cuidado pois são relevantes para a subsistência das comunidades.

Navio de investigação «Mar Portugal»

O Navio inicialmente construído como navio de defesa e salvamento submarino foi convertido em 2013, pela Hays Ships, como navio de investigação e “survey” para águas profundas seguindo os padrões mais exigentes da indústria, apresentando um certificado de classe emitido pela Loyds.
Na configuração actual está capacitado para a realização de operações geotecnia marinha, oceanografia, operação com ROV’s (“remotely operated vehicles”) e levantamentos geofísicos. Também permite operações de pesca de arrasto, construção de um laboratório seco e um túnel de congelação.
 

Navio de investigação «Noruega»

Navio de investigação com capacidade para investigação costeira e oceânica foi construído em Bergen, na Noruega, nos estaleiros Mjellem & Karlsen. No dia 1 de setembro de 1978 foi oferecido pela Noruega a Portugal.

Da configuração básica do navio fazem parte laboratórios de Hidrografia, Biologia, Química, Amostragem e Acústica. Este navio dedica-se à realização de campanhas de bio-oceanografia e pescas, que estudam oceanografia e plâncton, sedimentos e fauna bentónica, realizando ainda rastreio acústico, arrasto pelo fundo e arrasto pelágico. É um elemento fundamental das campanhas de monitorização previstas no Plano Nacional de Amostragem Biológica.

ECOMARE é finalista dos Prémios Regiostars 2019

Ao tornar-se um dos 24 finalistas do concurso, o ECOMARE está cada vez mais próximo de ganhar os Prémios Regiostars 2019, atribuídos anualmente pela Comissão Europeia a projetos financiados pela UE que demonstram excelência e novas abordagens no âmbito do desenvolvimento regional, com o objectivo de inspirar outras regiões e gestores de projetos em toda a Europa.

Investigadores descobrem plástico incrustado nas rochas

Será um novo tipo de poluição marinha? Tons de azul e cinzento nas rochas chamaram à atenção dos investigadores do MARE, Centro de Ciências do Ambiente e do Mar, do polo da Madeira. A equipa, liderada por Ignacio Gestoso, descobriu, primeira vez, numa zona do intertidal rochoso na costa sul da ilha da Madeira, lixo marinho incrustado nas rochas. E concluíram que a ocorrência destas crostas de plástico (que os autores denominam de “Plasticrusts”) aumentou bastante desde 2016, ano em que a equipa detectou o fenómeno.

Unidades de Investigação de áreas marinhas classificadas, quase todas, com «Excelente»

Já são conhecidos os resultados da Avaliação e Financiamento Plurianual de Unidades de I&D para o período 2020-2023: do Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR), o Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE), o Centro I&D OKeanos – Universidade dos Acores (Okeanos-UAc), o Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) e o Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA UALG) apenas este último recebeu classificação de “Muito bom”, os restantes receberam “Excelente”.

Instituto Hidrográfico já está na fila para utilizar o Deucalion

A elaboração da Estratégia Nacional de Computação Avançada foi recentemente apresentada no Instituto Superior Técnico. Esta, que se promete um passo no desenvolvimento da investigação em Portugal, poderá auxiliar bastante na área do mar. O Instituto Hidrográfico afirma poder vir a utilizar este supercomputador para melhorar o desempenho na corrida dos seus modelos de previsão.

ESTA SEXTA-FEIRA, 5 DE JULHO

MINISTRA DO MAR E MINISTRO DA CIÊNCIA DISCUTEM EM LEIXÕES O PAPEL DA CIÊNCIA NA FUTURA ESTRATÉGIA NACIONAL PARA O MAR 2030

Numa iniciativa promovida pela Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, que vem realizando uma série de workshops com vista à recolha de contributos dos vários sectores para a futura Estratégia Nacional para o Mar 2020-2030, realiza-se esta sexta-feira, dia 05 de julho, o workshop temático subordinado ao tema “Estratégia Científica para o Mar” que, para além da presença da Ministra do Mar, contará ainda com Manuel Heitor, Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

 

Oceano Atlântico pode estar a encolher. A prova foi descoberta ao largo da costa portuguesa

A procura pela resolução do enigma da fonte do terramoto de 1755, em Lisboa, levou um investigador português a confirmar uma anomalia na crosta terrestre, ao largo da costa portuguesa, que pode explicar por que ocorrem sismos violentos numa zona aparentemente calma e ser um indício de que o Oceano Atlântico está a encolher.

EQUIPA DE BIÓLOGOS DA UA ENCONTROU SOLUÇÃO CRIATIVA PARA MINORAR PROBLEMA

Casca de ostra da ria de Aveiro pode ser usada nos aquários marinhos e ajudar a preservar recifes de coral

Investigadores da Universidade de Aveiro (UA) estudam alternativas às rochas coralinas nos aquários que, muitas vezes, são extraídas ilegalmente de zonas do Indo-Pacífico, colocando cada vez mais em risco os recifes de coral. A proposta é usar casca de ostra como alternativa à rocha coralina.

Total: 121
[1] 2 3 4 5 6 7