Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




ILHA DO PICO

Governo dos Açores com mais de uma dezena de intervenções na orla costeira e em portos de pesca

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia adiantou que, na ilha do Pico, decorreram ou estão em curso 11 intervenções na orla costeira e em portos de pesca decorrentes dos estragos provocados pelo furacão Lorenzo.

AÇORES

Porto da Praia da Vitória reforça-se com novo empilhador-plataforma telescópico

O Porto da Praia da Vitória continua a reforçar a sua capacidade operacional: recentemente, a Portos dos Açores, entidade que gere os portos açorianos, anunciou que a infra-estrutura portuária insular contará com um novo empilhador/plataforma telescópico.

Segundo explica a Portos dos Açores, este novo equipamento de elevação está «dotado com um cesto de trabalho que se considera essencial para apoio à actividade portuária e como auxiliar nos trabalhos em altura a efectuar, com a máxima segurança, na manutenção de edifícios, luminárias e em outros equipamentos de elevação, nomeadamente nas gruas portuárias ao serviço daquela infra-estrutura».

CLdN anuncia «triangulação directa ro-ro» e aproxima Leixões de Dublin e Liverpool

A companhia marítima CLdN anunciou o arranque, na semana 37 do ano, de «uma nova triangulação comercial directa» para carga ro-ro, que aproximará ainda mais o Porto de Leixões aos portos britânicos de Liverpool (em Inglaterra) e Dublin (na Irlanda).

«A CLdN abre, a partir da semana 37, uma nova triangulação comercial ro-ro directa: Leixões (Portugal) – Dublin (Irlanda) – Liverpool (Inglaterra)», revela a empresa, explicando que este novo serviço «reforça ainda mais a sua ligação ibérica com o Reino Unido e a Irlanda, de modo a manter as cadeias de abastecimento dos seus clientes em funcionamento face ao Brexit», ou seja, para que estas não sejam afectadas pelo fenómeno disruptivo.

APDL lança campanha de informação sobre o Novo Terminal do Porto de Leixões

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), colocou em marcha uma campanha de informação da comunidade sobre a reconversão do Terminal Multiusos no Novo Terminal de Leixões e da Modernização do Porto de Pesca.

Porto de Aveiro e captação industrial: 44 hectares disponíveis para novas empresas

O Porto de Aveiro, escudado por bons resultados na movimentação portuária de mercadorias e pelo potencial da expansão geográfica pelo qual é conhecido, continua a olhar para a captação de interesse industrial como um dos pilares do seu próprio desenvolvimento futuro.

Nesse sentido, uma orquestração logística entre o porto e a zona industrial, assim como uma consonância de interesses mútuos, são princípios vitais do sucesso, a longo prazo, de uma infra-estrutura portuária que tem vindo a crescer sustentadamente na movimentação de cargas.

Fórum Oceano integra consórcio Europeu para promoção de bio-recursos marinhos

Foi apresentado à Comissão Europeia um White Paper que estabelece as bases para a criação de um consórcio Europeu de bio-recursos marinhos, com vista ao lançamento de um projeto que visa apoiar o crescimento dos pequenos produtores de recursos marinhos e proporcionar-lhes vantagens competitivas nos mercados nacional e global.

Bluegrowth cria linha de apoio para relançamento da Economia do Mar pós Covid-19

A Bluegrowth, consultora de inovação tecnológica para os assuntos do mar, lançou uma linha de apoio para a adaptação das empresas à nova realidade imposta pela pandemia global de Covid-19.

Esta linha de negócio foi criada em cima de uma carteira de fundos que poderão financiar projectos de reestruturação comercial, com financiamento entre os 50% e os 90% a fundo perdido.

Medway diz que linha Sines-Grândola é prioritária e deve ser aproveitada para passageiros

Presidente da Medway afirma que tem recusado serviços de mercadorias porque a actual infra-estrutura já não comporta mais comboios. Um novo acesso ferroviário ao Porto de Sines, a construção de uma nova linha Lisboa-Porto e terminar as electrificações são as prioridades da Medway para o PNI 2030.

CANDIDATURAS ATÉ 15 DE SETEMBRO

Projeto Sherpa do Mar procura ideias de negócio ligadas à economia do Mar

Estão abertas as candidaturas para o Sherpa Journeys, um programa de acompanhamento a empreendedores com negócios na área do Mar. Os doze projetos selecionados vão usufruir de apoio científico e técnico de instituições de ensino, de investigação e de promoção empresarial de Portugal e Espanha.

As candidaturas selecionadas para participar no Sherpa Journeys vão beneficiar de um diagnóstico e monitorização da ideia de negócio, recomendações de programas de apoio da Eurorregião Galiza-Norte, aconselhamento científico e técnico, mentoria em transferência de tecnologia e conhecimento, acesso à rede de parceiros e investidores do programa, assim como divulgação da ideia de negócio.

EISAP ENFATIZA:

«Quanto mais tonelagem tivermos registada mais peso político teremos»

A argumentação é simples e directa: a tonelagem faz toda a diferença no peso político que uma bandeira e um país podem ter junto das instituições internacionais. Na visão da EISAP (European International Shipowners Association of Portugal), a bandeira nacional deve esforçar-se por ser dinâmica e competitiva, para assim captar mais tonelagem para o registo de navios – assim, Portugal só terá a ganhar no teatro político.

Zonas costeiras de Mafra e Cascais: candidaturas + CO3SO e Mar 2020 abertas até 16 de Novembro

Até 16 de Novembro estão a decorrer as candidaturas ao Programa + CO3SO nas zonas costeiras de Mafra e Cascais, através do GAL Ericeira Cascais, gerido pela A2S.

Este sistema de incentivos destina-se a apoiar micro e pequenas empresas, bem como organizações do sector social, a fazer face aos encargos com a contratação de pessoal, sem termo.

Arranca o Estudo de Melhoria das Acessibilidades Marítimas do Porto de Aveiro

A APA – Administração do Porto de Aveiro, S.A. vai iniciar no dia 1 de setembro o “Estudo da Melhoria das Acessibilidades Marítimas do Porto de Aveiro”.
Este estudo tem como objetivo geral avaliar medidas e obras que possibilitem a melhoria das acessibilidades marítimas, de forma a permitir o acesso a navios com maiores dimensões, em melhores condições de segurança e em qualquer condição de maré.

«Lisboa pode voltar a ser uma grande capital marítima», admite Jorge d Almeida

O Presidente da Comunidade Portuária e Logística de Sines marcou presença na última edição do programa ‘Fronteiras’, emitido pela RTP3, tendo analisado a economia do Mar portuguesa e as capacidades do sector marítimo-portuário em gerar mais-valias para Portugal. Jorge d’Almeida frisou, quando questionado sobre uma possível falta de aposta nas potencialidades do Mar, que «Lisboa pode voltar a ser uma grande capital marítima».

Para que Lisboa volte a deter esse estatuto de «capital marítima», explicou Jorge d’Almeida, será necessária uma confluência de interesses pujante o suficiente para dar corpo a um caso de sucesso como aquele que se viveu e ainda se vive no Porto de Sines – uma coordenada e profícua sinergia de interesses entre a esfera privada e a pública, algo que esteve na origem da acentuada evolução do porto alentejano nos últimos 15 anos.

PORTO DE SETÚBAL

Contentores crescem mais de 50% em Julho

 O Porto de Setúbal registou no mês de julho um aumento global de 26,5% na tonelagem transportada, face ao mês homólogo do ano anterior, com um crescimento significativo em praticamente todos os segmentos de carga, desatacando-se, em particular, a carga contentorizada com um crescimento de 51,6%.

Registe-se igualmente o crescimento verificado na carga fracionada, com um aumento de 112,8%, e nos graneis sólidos, com um crescimento de mais de 18% a que correspondem 235,5 mil toneladas.

CARLOS VASCONCELOS:

Reabertura da Linha do Douro-Salamanca potenciaria competitividade internacional da ferrovia

Em entrevista concedida ao ‘Dinheiro Vivo‘, Carlos Vasconcelos, administrador da empresa Medway, abordou diversos temas da vida da transportadora ferroviária e analisou alguns dos dossiers pendentes do sector. O gestor defende a reabertura da Linha do Douro até Salamanca, explicando que tal poderá configurar um incremento da «competitividade da ferrovia para Espanha e sobretudo para as Astúrias».

A PARTIR DESTE SÁBADO, 22 DE AGOSTO

Unifeeder aumentará capacidade do serviço semanal entre o Benelux e Portugal

A partir deste sábado, 22 de Agosto, a Unifeeder, armador feeder e de transporte marítimo de curta distância (short sea), procederá ao aumento da capacidade do seu serviço semanal que faz a conexão entre o Benelux e Portugal (portos de Lisboa e Leixões).

«Com a implementação de novas embarcações a partir de Roterdão, adequadas para o transporte de todos os tipos de contentores, poderemos consolidar os fluxos de carga intra-europeus em uma única embarcação e distribuí-los para os principais portos de Portugal», anunciou a Unifeeder, detalhando ainda não existirem «restrições quanto aos tipos de contentores» uma vez que o armador lida «com todas as variedades».

INVESTIMENTO RONDA O MILHÃO DE EUROS

Porto de Sines reforça capacidade para a inspecção de contentores

O Porto de Sines reforçou a capacidade das várias autoridades para a realização das inspecções às mercadorias movimentadas em contentor, nomeadamente a verificação do cumprimento das condições fitossanitárias de produtos alimentares para consumo humano.

O investimento da Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), no valor de cerca de um milhão de euros, compreendeu a duplicação da área útil do edifício de inspecções existente, para um total de 500 m2, e a duplicação do número de portas, de 3 para 6 portas/cais de inspecção, principalmente para utilização pela Autoridade Aduaneira e pela Autoridade de Sanidade Vegetal. Por outro lado, foi ainda construído um segundo armazém, com uma área de 1.000 m2, que permite reforçar a capacidade de inspecção simultânea de contentores refrigerados, no âmbito do controlo fitossanitário.

NUNO ARAÚJO:

Caso não haja obras, Leixões perderá competitividade

A APDL tem um novo Presidente do Conselho de Administração, para o triénio 2020-2022. Em entrevista exclusiva ao "Jornal de Matosinhos", Nuno Araújo garante que os investimentos anunciados são para ser implementados de molde a assegurar a competitividade de Leixões.

Portos dos Açores investe mais de 150 mil euros na Madalena do Pico

A empresa Portos dos Açores SA assinou um contrato no valor de cerca de 154 mil euros para intervencionar e requalificar três zonas na Madalena do Pico. A primeira trata-se do acesso à zona costeira da Areia Funda e clube Naval, um novo parque de estacionamento de apoio ao terminal de passageiros e em terceiro as acessibilidades ao mesmo terminal de passageiros por onde diariamente circulam centenas de pessoas.

Este investimento é suportado na sua totalidade pela empresa Portos dos Açores SA.

CARLOS VASCONCELOS:

Bitola «é falsa questão»: vital é ter «bons terminais nas fronteiras»

Há muito que Carlos Vasconcelos defende que a problemática da transferência da bitola ibérica para a bitola europeia é uma «falsa questão» – o administrador da transportadora ferroviária Medway voltou a explicar a sua tese em entrevista dada ao ‘Dinheiro Vivo‘, na qual prefere dar ênfase a uma aposta séria em «bons terminais nas fronteiras», capazes de criar céleres mecanismos de transbordo.

Total: 4563
1 [2] 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 131 132 133 134 135 136 137 138 139 140 141 142 143 144 145 146 147 148 149 150 151 152 153 154 155 156 157 158 159 160 161 162 163 164 165 166 167 168 169 170 171 172 173 174 175 176 177 178 179 180 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 201 202 203 204 205 206 207 208 209 210 211 212 213 214 215 216 217 218 219 220 221 222 223 224 225 226 227 228 229