Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




NASCEU A 18 DE SETEMBRO DE 1819

Jean Bernard Léon Foucault homenageado com um doodle

Jean Bernard Léon Foucault (Paris, 18 de Setembro de 1819 - Paris, 11 de fevereiro de 1868) foi um físico e astrónomo francês . É mais conhecido pela invenção do pêndulo de Foucault, um dispositivo que demonstra o efeito da rotação da Terra.

ARQUIVO HISTÓRICO DO PORTO DE AVEIRO | 7 DE AGOSTO DE 1929

Fiscal ameaçado de apanhar um desgosto…

“Participo a V. Exa. o seguinte:
1.º Eu não sou bem recebido pelo povo de Salreu, quando ali vou em fiscalização ao esteiro daquela freguesia, já até me ameaçarão disendo-me que não precisavam ali de fiscal da Junta, pois que foram eles quem abriram o esteiro e estão sempre prontos a faze-lo sem ser preciso o dinheiro da Junta Autónoma, por isso é bom (dizem eles) o senhor deixar de cá vir para evitar qualquer desgosto que poderá por aqui apanhar…”
 

CRIADA A 13 DE AGOSTO DE 1913

Junta Autónoma das Obras do Porto do Funchal faz hoje 100 anos

As comemorações têm início às 11 horas, com a inauguração de uma exposição, intitulada “Porto com História”, com a colaboração do Museu Vicente´s e DRAC.
Associando-se à efeméride, a webletter da APP é hoje integralmente dedicada a notícias referentes ao Porto do Funchal e à sua comunidade portuária.

Há 100 anos o porto do Funchal abriu a cidade ao mar

Até 1840, o Funchal foi uma cidade muralhada, voltada para dentro, que só se abriu ao mar com a construção do porto, um projeto que surgiu com grande atraso devido à "má vontade" do Estado.
Esta é a opinião do historiador Alberto Vieira, para quem a construção desta infraestrutura no Funchal foi sempre uma "reivindicação dos madeirenses", numa cidade por onde passou o comércio do açúcar, do vinho e depois foi 'descoberta' como polo turístico.

Barco do Amor

The Love Boat (traduzido em Portugal para: O Barco do Amor) foi uma série de televisão emitida e produzida pela ABC entre 1977 e 1986. A série passava-se num navio que realizava cruzeiros de luxo por diferentes lugares do mundo (num dos episódios aportou em Lisboa). Era basicamente uma comédia com toques românticos (havia sempre alguns casos amorosos entre vários passageiros do navio). Em Portugal, a série foi transmitida pela RTP 1, na década de 1980, e mais tarde (década de 2000) foi retransmitida pelos canais SIC Sempre Gold e SIC Comédia (canais por cabo).

UM VÍDEO EM DESTAQUE

Figueira da Foz, Centro de Diversiones y Turismo

Documentário de 1930, dedicado à Figueira da Foz e legendado em castelhano. Filme destinado a promover a panóplia de diversões oferecida pela cidade que, naquela época acolhia milhares de espanhóis.
Produção de “Films Sanmael”, disponibilizado online pela Cinemateca Portuguesa.

1956

Navio Andrea Doria é abalroado

A 25 de julho de 1956 o navio italiano Andrea Doria colidiu com o sueco Stockholm, devido a forte nevoeiro na costa de Nova York. A maioria dos passageiros foi salva, mas para 47 deles o resgate chegou tarde demais.

«MÁ CARA» PASSOU A «DENEB», AOS 100 ANOS

Barco mais velho de São Martinho do Porto foi restaurado e devolvido às águas da baía

Deneb é o nome do «novo» bote de vela latina que está na baía de São Martinho do Porto desde dia 5. Novo só de nome porque este barco, que já esteve registado com o nome de «Má Cara», tem 100 anos.

EU GOSTO É DO VERÃO...

1946 | O primeiro biquíni

Dois pequenos pedaços de pano revolucionaram as piscinas e praias no final da década de 40 do século passado. O costureiro francês Louis Réard deu-lhes o nome de biquíni, mas a invenção não tinha sido sua.
O maiô de duas peças já havia sido experimentado por algumas garotas anos antes. Uma delas foi a alemã Käthe Hemme: "A gente o chamava de traje de banho de duas peças. Era impressionante como os rapazes olhavam para a gente quando aparecíamos na piscina! Ao descobrirmos que ele chamava a atenção, fomos em frente..."

POR RÚBEN EIRAS

Das caravelas das especiarias aos navios para petróleo e gás

Uma das marcas mais relevantes dos Descobrimentos portugueses foi a invenção da caravela, uma embarcação para viagens marítimas de longo alcance, baseada numa integração de tecnologias navais islâmicas e europeias.

CTE. ARMANDO DIAS CORREIA

A Internet no mar

O mundo continua do mesmo tamanho, o mau tempo sente-se da mesma forma, um navio continua a ter de percorrer as mesmas milhas entre dois portos, mas com a Internet a bordo os marinheiros ganharam a liberdade da desmaterialização do seu avatar.
Artigo do Capitão de Fragata Armando Dias Correia, Comandante do NRP Bérrio.
 

15.05.1912 - DEPUTADO APRESENTA PROJECTO PARA INSTALAÇÃO DE T.S.F NOS NAVIOS PORTUGUESES

«Hoje ninguém se conforma com viagens mudas»

Na sequência do naufrágio do Titanic, Francisco Correia Herédia apresenta, um mês depois, na Câmara dos Deputados, projecto-lei para instalação de aparelhos T.S.F. a bordo de navios de passageiros.

"Não deixando as leis atrasadas em vigor escolha alguma aos que se destinam à nossa África, não é senão justo que, ao menos, os vapores portugueses estejam munidos de telegrafia sem fios, com um raio de acção grande bastante para garantir socorros a tempo. E de resto, hoje ninguém se conforma com viagens mudas. As comunicações com o alto mar tornaram-se tão indispensáveis como as mais elementares comunicações telegráficas em terra.
A bordo de todos os vapores de certa ordem há um jornal contendo notícias de tudo o que se passa no mundo. De bordo dos vapores encomendam-se quartos nos hotéis, enviam-se e recebem-se informações constantes de negócios de família, etc."

14 DE JULHO DE 1827

Morre Augustin Fresnel

No topo de muitos faróis portugueses é recorrente encontramos ópticos lenticulares de Fresnel. Do que se trata, então?
Uma Lente de Fresnel é um tipo de lente inventada pelo físico francês Augustin-Jean Fresnel, nascido a 10 de Maio de 1788. Criada originalmente para uso em faróis de sinalização marítima, o seu desenho possibilita a construção de lentes de grande abertura e curta distância focal sem o peso e volume do material que seriam necessários numa lente convencional. Comparadas com estas, as Fresnel são bem mais finas, permitindo a passagem de mais luz, e assim os faróis com elas equipados são visíveis a distâncias bem maiores.
Fresnel morreu a 14 de Julho de 1827.

DIA 17 DE MAIO, NO CENTRO NÁUTICO DE ALGÉS

Conferência «Da nau da Índia às corvetas da Marinha»

O IAP organiza, a convite da II Feira Náutica do Tejo, uma conferência à volta do tema "Da nau da Índia às corvetas da Marinha: o património cultural subaquático como vector de desenvolvimento e identidade nacional".

Instituto de Socorros a Náufragos fez 125 anos

Em Fevereiro de 1892 um violento temporal assolou a costa litoral portuguesa matando num só dia 105 dos 900 pescadores que se encontravam em faina. Perante tal tragédia, e por insistência da Rainha Dona Amélia, foi fundado o Real Instituto de Socorros a Náufragos.

1963

Mais peixe miúdo, menos peixe grosso e marisco

Assim, enquanto que ao Mercado Abastecedor de Peixe Grosso aflui, como ficou dito, o peixe grosso oriundo da pesca longínqua ou do alto, pescado nas águas quentes das costas do noroeste africano, peixe que, não obstante ser já de qualidade inferior, se apresenta sempre em deficientes condições de salubri­dade e consistência, devidas muito especialmente, ao seu precário e deficiente tratamento, acondicionamento e transporte a bordo dos barcos, tudo isto acres­cido, ainda, pelo facto da sua chegada ao mercado se verificar, sempre, com mais de 20 dias de viagem, após a sua captura, condições estas que têm, for ­çosamente, de influir, e muito, nas precarias condições de apresentação e na salubridade do peixe, o que não pode deixar de se reflectir no elevado índice das percentagens de rejeição do mesmo.

O mercado do Fialho

Aquillo formiga, confunde-se, agglomera-se; depressa o vozear toma phrenesis de lufa-lufa. no momento em que, vibrada a sineta do mercado as portas se abrem, e no vasto âmbito da praça as primeiras golfadas de provisões estatelam a sua turgencia horticula e a sua pantagruelica confusão. Desde essa hora, a agua-forte que primeiro esboçara na meia sombra, episódios desconnexos, toma de chofre linhas de quadro formidável. O mercado é sinistro, todo de ferro, acachapado e com torrellas nos ângulos, zimboriadas de negro, onde um ou outro laivo de metal chammeja cruamente.

17 DE ABRIL DE 1952

Travessia do Tejo era uma aventura!

A 17 de Abril de 1952, na Assembleia Nacional, nome pelo qual era designada a Assembleia da República na época do Estado Novo, o deputado Miguel Bastos chamava a atenção para a forma «deficiente, incómoda e até perigosa, como se faz o transporte de passageiros entre Lisboa e o Barreiro.

TITANIC TIMELIME - 14 DE ABRIL | 09:00 - 19:30

Faltam poucas horas para a tragédia

1912, 14 de Abril, domingo 9:00 A primeira mensagem relatando a presença de gelo é recebida pelo Titanic proveniente do S.S. Caronia, notificando a presença de campos de gelo em 42o N, de 49o a 51o W, avistados em 12 de Abril. Alguns passageiros notam blocos de gelo passando pelo navio ao longo da manhã.

10:30 A missa dominical é realizada no salão de jantar da primeira classe.

7 DE ABRIL DE 1921

Começa a publicar-se o «Diário de Lisboa»

Durou 23.378 edições, terminando a 30 de Novembro de 1990. Tudo indica que a iniciativa da fundação do vespertino partiu do banqueiro António Vieira Pinto, sócio da Casa Bancária Pinto & Sottomayor (mais tarde Banco Pinto & Sottomayor), que decidira criar um jornal republicano. Para esta iniciativa contou com o apoio de Cândido Sotto Mayor Júnior e de Tomás e Rafael Bordalo Pinheiro.

Total: 805