Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




D. João de Castro também deu nome a um Banco

O Banco D. João de Castro é sísmica e vulcanicamente muito activo, com formas secundárias de vulcanismo muito evidentes que se traduzem em numerosas fumarolas e nascentes termais submarinas e num gradiente geotérmico muito elevado. São comuns as crises sísmicas centradas neste vulcão, prolongando-se por algumas semanas e produzindo muitos milhares de sismos, em geral de pequena intensidade, alguns dos quais são sentidos com intensidade II/III da escala de Mercalli no sueste da Terceira e na região oeste da ilha de São Miguel.

 

AÇORES, 4 DE JULHO DE 1811

Sabrina, a ilha «britânica» que durou 3 meses

Em 1811, a Europa encontrava-se a braços com as Invasões Francesas, a família real Portuguesa encontrava-se refugiada no Brasil, e os britânicos eram nossos aliados. E aconteceu que um navio britânico de nome HMS Sabrina, que possivelmente se encontrava em missão de patrulhamento na região dos Açores, avistou a recente ilha. O seu comandante resolveu reclamá-la para a coroa britânica, e lá desembarcou a 4 de Julho, hasteou a bandeira, declarou a soberania britânica e baptizou a nova ilha de Sabrina, tal como o nome do seu navio.

1 DE MAIO DE 1940

Primeiro navio construído no Alfeite

Sob chuva torrencial foi lançado à água no Arsenal do Alfeite o primeiro navio inteiramente construído naqueles estaleiros. Projectado por engenheiros do País, o D. João de Castro, navio oceanográfico da Marinha, teve como madrinha a filha do Chefe de Estado Cesaltina Carmona e Costa. O general Óscar Carmona chegou aos estaleiros recebido pela guarda de honra e a banda da Armada e ainda por uma multidão de operários e populares abrigados da intempérie por um mar de guarda-chuvas negros.

VIAJANDO PELA HISTÓRIA - 25 DE JULHO DE 1917

«Destroyers» norte-americanos nos Açores

A 25 de Julho de 1917 chegam ao porto de Ponta Delgada, Açores, cinco "destroyers" norte-americanos. Este porto tinha sido bombardeado por um submarino alemão, no princípio do mês. Segundo Medeiros Ferreira ("Portugal e os EUA nas duas guerras mundiais: a procura do plano bi-lateral" in Cadernos Navais, n.º 9, Março-Junho de 2004) esta chegada "(…) veio revolucionar os termos das relações anglo-americanas no patrulhamento daquela zona do Atlântico. A garantia da liberdade de navegação primeiro, e, depois, a política de empenhamento militar no teatro europeu por parte dos EUA fizeram dos Açores um ponto de encontro entre portugueses e norte-americanos durante a Primeira Guerra Mundial.

DOODLE HOMENAGEIA HOJE A INTRÉPIDA AVIADORA

BUSCAS SUBMARINAS, 75 ANOS DEPOIS - À procura do avião de Amelia Earhart

O que aconteceu com o avião de Amelia Earhart quando desapareceu no oceano Pacífico há 75 anos atrás há muito intriga os fãs da aviação. Autoridades do governo americano e um grupo privado de historiadores anunciaram um novo esforço para localizar o famoso bimotor Lockheed de Earhart.

HOJE, 22 DE JULHO - PROGRAMA CIÊNCIA VIVA NO VERÃO 2012

Visite o Farol de Montedor

A Marinha/Autoridade Marítima Nacional, através da Direcção de Faróis, encontra-se a participar no programa “Ciência Viva no Verão - 2012”. As actividades consistem em palestras e visitas abertas ao público em geral, aos fins-de-semana.
As palestras têm início às 18:00, em Julho e Agosto, e às 17:45 em Setembro.
O programa teve início a 15 de Julho, terminando a 15 de Setembro. Ao todo, são 13 os faróis portugueses incluídos.
Destacamos o Farol de Montedor, um dos que pode ser visitado este domingo, 22 de Julho, a par dos faróis de Aveiro, Alfanzina e Farol do Cabo da Roca.

21 DE JULHO DE 1907

Inaugurada a linha e a Estação do Caminho de Ferro de Fafe

«Uma hora e vinte minutos, duas locomotivas 'Porto', n.º 5 e 'Negrelos' n.º 2 a rebocarem 17 veículos e as bandas fazendo ouvir os seus sons musicais, vibrantes pareciam exprimir o que nos ia na alma; o dinamite, estalejando nos ares anunciou ao longe o nosso enorme contentamento. A da vanguarda, a n.º 5, trazia a dirigi-la o engenheiro sr. Francisco Ferreira Lima, que trajava de maquinista, e o chefe de tracção e oficinas sr. Joaquim Lopes.

VIANA DO CASTELO

Gil Eannes - Navio-museu a merecer uma visita

Desde que o Navio Gil Eannes foi colocado em exposição na antiga doca comercial de Viana do Castelo, a Fundação Gil Eannes tem tido como objectivo transformá-lo num espaço museológico, contribuindo deste modo para o desenvolvimento cultural, turistico e científico especialmente em áreas relacionadas com o mar. Assim, ao longo destes anos várias obras de reabilitação e restauro têm sido feitas, proporcionando aos visitantes o contacto com os diversos espaços e adquirindo um pouco da história que têm para contar.

A 31 de Janeiro de 1998 chegou à Foz do Lima, para reconversão em museu.

Assim, ao longo destes anos várias obras de reabilitação e restauro têm sido feitas, proporcionando aos visitantes o contacto com os diversos espaços e adquirindo um pouco da história que têm para contar.

Faça uma visita virtual ao navio, folheie a galeria de fotos, conheça os horários de abertura e, se for caso disso, programe uma visita para grupos.

 

18 A 21 DE JULHO, EM LISBOA

Mostra iconográfica e documental a bordo do Creoula

Estará patente em Lisboa, de 18 a 21 de julho e em Ílhavo de 1 a 6 de agosto de 2012, uma mostra iconográfica e documental a bordo do NTM Creoula, a assinalar os 75 anos de existência e 25 como Navio de Treino de Mar entregue à Marinha.

EM 2010

Molhe Norte da Barra do Douro deu a Silveira Ramos o «Prémio SECIL»

O Prémio Secil de Engenharia Civil 2009 foi atribuído ao engenheiro Fernando Silveira Ramos pelo Molhe Norte da Barra do Douro, uma obra que suscitou polémica. Este é "o prémio mais considerado que temos em Portugal e para mim é uma grande honra e satisfação receber este prémio porque é a primeira vez que este é atribuído a uma obra marítima", comentou à Lusa o premiado, em Maio de 2010.

PATENTE REGISTADA POR SILVEIRA RAMOS

Blocos NOREF - Novo conceito para obras acostáveis

A Consulmar desenvolveu um novo o processo construtivo para obras acostáveis, designado blocos "NOREF", com recurso a uma tecnologia avançada a partir de cálculos matemáticos. A inovação foi aplicada na Afurada e no Porto de Leixões. O projecto " Blocos NOREF", investigado e desenvolvido pela equipa da Consulmar, nasceu a partir de um concurso de projecto no âmbito de uma obra marítima em Santa Maria, nos Açores, que implicava várias variantes.

VIAJANDO PELA HISTÓRIA, EM VÍDEO

Salinas e moliceiros pela Ria de Aveiro, 1935

Salinas e moliceiros pela ria de Aveiro, nos idos de 1935. Filme do valioso espólio que a British Pathé disponibiliza online, aqui integrando a série “CAUGHT BY THE CAMERA”. Nota para o facto de Aveiro aparecer na locução e na descrição como “Aviero”!...

ESTAÇÃO DGPS INAUGURADA EM DEZEMBRO DE 2002

FAROL DO CABO CARVOEIRO - Um dos mais antigos de Portugal | Alvará pombalino de 1 de Fevereiro de 1758

O Farol do Cabo Carvoeiro faz parte do grupo de seis faróis mandados edificar pelo Alvará pombalino de 1 de Fevereiro de 1758 que criou o Serviço de Faróis em Portugal. Localiza-se no Cabo de mesmo nome, península de Peniche, distrito de Leiria.
Torre quadrangular de alvenaria, branca, com edifícios anexos. Lanterna e varandim de serviço, vermelhos. Entrou em funcionamento em 1790, sendo um dos mais antigos da costa portuguesa.

CAMINHO MARÍTIMO PARA A ÍNDIA - FEITO COMEÇOU A 8 DE JULHO DE 1497

Vasco da Gama partiu do Restelo há 521 anos

Vasco da Gama foi o capitão escolhido por D. Manuel I para comandar a expedição que tinha como missão encontrar o caminho marítimo para a Índia. A armada de Vasco da Gama partiu do Restelo no dia 8 de Julho de 1497 e chegou a Calecute, na Índia, no dia 20 de Maio de 1498.
A frota era constituída por um navio de transporte de mantimentos, a caravela Bérrio, a nau S. Gabriel – capitaneada por Vasco da Gama – e a nau S. Rafael. A viagem inaugural da que viria a ser conhecida como a «Carreira da Índia», abriu uma rota directa entre a Europa e o Oriente.

VIAJANDO PELA HISTÓRIA - 1956

Os mirones da Piscina Municipal

O problema é que a mancha azul ficava defronte do Liceu Feminino. O problema é que a piscina era a céu aberto, e com as paredes de sustentação do céu ainda por construir…
"Situada mesmo em frente do Liceu Feminino e da sua entrada única, a Piscina é panorama forçoso para os milhares de jovens do 1º ao 7º ano quer dizer, dos 10 aos 19 anos, que, a pé ou nos carros, passam todos os dias, uma e mais vezes, mesmo rente às grades largas que deixam ver tudo o que ali se passa, edificante ou não".

5 DE JULHO DE 1901

Rei D. Carlos nos Açores

Depois de uma curta estadia na Madeira, o Rei D. Carlos e a sua comitiva partem, a 24 de Junho de 1901, rumo aos Açores, aqui aportando no primeiro dia de Julho. Uma comitiva de peso, viajando nos cruzadores S. Gabriel, D. Amélia e D. Carlos. Jornada histórica, em muitos sentidos, também pelo facto de tudo indicar que as primeiras filmagens feitas nos Açores ocorrem com a visita ao arquipélago do Rei D. Carlos e da Rainha D. Amélia.

NAVIO «PORTO DE AVEIRO» INAUGURADO A 5 DE JULHO DE 1968

Levando vinho a granel para o Ultramar Português

Mais uma vez o porto de Aveiro esteve em festa com um acontecimento de certa envergadura não só para a região mas também para o país, aconteceu isso a 05/07/1968. Iniciou pela primeira vez, um barco nacional, baptizado com o nome de PORTO DE AVEIRO carreira para o Ultramar Português, levando vinho a granel. Como não podia deixar de ser, as autoridades mais representativas do distrito e dos dois concelhos ligados mais directamente ao porto, estiveram presentes e rejubilaram pelo acontecimento, não pelo esplendor de que a cerimónia se revestiu, mas pelo alcance social que representava para a vida portuária.

POR LUÍS MIGUEL CORREIA

Companhia Colonial constituída há 90 anos

Os primeiros dias de Julho de 1922 foram de grande preocupação para a administração da Companhia Nacional de Navegação: ao escritório desta empresa chegou um telegrama de Angola a anunciar a formação de uma nova concorrente denominada Companhia Colonial de Navegação. Acabava o monopólio da Nacional nas carreiras da África Portuguesa.
 

«VERA CRUZ», «INFANTE D. HENRIQUE», «SANTA MARIA», ENTRE OUTROS

Companhia Colonial de Navegação fundada a 3 de Julho de 1922

A Companhia Colonial de Navegação (CCN) foi uma das novas Companhias de Navegação do período após I Guerra Mundial. Foi constituída em Angola a 3 de Julho de 1922. Iniciou desde logo a sua actividade de transportadora com a aquisição do paquete "Guiné" e do cargueiro "Ganda", destinados às carreiras de Angola, Cabo Verde e Guiné.

PARA INTEGRAR O PROJECTO DE RECIFES ARTIFICIAIS MARINHOS

Naufrágio provocado do «Victory 8B», em 2003, no Brasil

Foi o mais esperado naufrágio controlado do Brasil, afundado a 3 de Julho de 2003, entre as Ilhas Rasas e Escalvada, em frente ao Siribeira Iate Clube. O cargueiro foi totalmente limpo e preparado para possibilitar aos mergulhadores segurança tanto nas visitas externas como nas internas (mergulhadores especialistas em Naufrágio) e para se tornar um enorme berço para vida marinha. Com 89 metros de comprimento e 30 metros de altura é o maior naufrágio controlado da América Latina.

Total: 721