Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




ONU reconhece projecto da Universidade do Minho para a Década do Oceano

Um projecto da Universidade do Minho que usa ADN para monitorizar recursos pesqueiros no Atlântico foi reconhecido pelas Nações Unidas como contributo para os desafios desta Década do Oceano. Chama-se “DNA-based approaches for fisheries monitoring”, é liderado por Filipe Costa e junta parceiros de três continentes.

Este é um dos 287 projectos (actions) de todo o Mundo agora endossados pela ONU, que desafia assim a ciência a reverter a degradação do ecossistema marinho e a alicerçar a Agenda 2030.

ESTUDO

Sustentabilidade corporativa dos portos portugueses

Respondendo a convites à realização de estudos que examinem a sustentabilidade empresarial (SC) em contexto portuário, este estudo analisa o caso português, visto que é pouco conhecido, apesar de algumas iniciativas pioneiras dos portos portugueses como o desenvolvimento da Janela Única Logística.

Seguindo uma abordagem qualitativa, as informações foram colectadas por meio de entrevistas semiestruturadas, notícias e vídeos disponíveis publicamente, sites de portos marítimos e relatórios. Partindo do modelo de Oliver (1991), que combina a teoria institucional e a perspectiva da dependência de recursos, estendemos a teoria adicionando a visão baseada em recursos para analisar os fatores institucionais que preveem as respostas estratégicas dos portos marítimos à CS.

UNIVERSIDADE DE AVEIRO

Vai nascer uma unidade do ECOMARE para impulsionar a economia do mar

A criação do novo Centro de Inovação e Tecnologia em Aquacultura (CITAQUA), que vai incorporar dois inovadores laboratórios, foi financiada em sete milhões de euros, verba que chega do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). A apresentação pública do Projecto aconteceu quarta-feira, dia nacional do mar, e teve como convidados o ministro da Economia e do Mar, o Secretário de Estado do Mar e outros membros envolvidos no desenvolvimento desta nova unidade.

OE 2023

Navio de Investigação Mário Ruivo vai ter capacidades de pesquisa reforçadas

O Relatório do Orçamento do Estado para 2023 (OE 2023) refere que, em 2023, o Governo vai aumentar as capacidades do Navio de Investigação Mário Ruivo com “a instalação de um conjunto de equipamentos técnico-científicos na área de pesquisa oceanográfica e pesca, por forma a dotá-lo com meios de última geração, que permitirão a realização autónoma das campanhas obrigatórias de investigação das pescas e de vigilância do ambiente marinho em todas as suas vertentes”.

Esta aquisição será financiada pelo programa Crescimento Azul (EEA-Grants) e pela componente C10 — Mar do Plano de Recuperação e Resiliência.

Expedição científica identifica quatro zonas a preservar ao largo de Cascais, Sintra e Mafra

As regiões marinhas da montanha de Camões, Cabo da Roca, a plataforma rochosa da Ericeira, e entre o Cabo Raso e a costa sul de Cascais são zonas importantes a preservar, revela uma investigação recente.

As regiões integram uma área ao largo dos municípios de Cascais, Sintra e Mafra estudada com trabalho de campo nos últimos 12 dias, tendo o coordenador científico da iniciativa, Emanuel Gonçalves, destacado hoje, no final da expedição científica, que para já se verificou que aquelas são zonas de grande biodiversidade e com mais valores naturais. O trabalho de análise dos dados vai agora continuar nos próximos meses.

A ameaça das doenças parasitárias para os ecossistemas marinhos costeiros

As doenças parasitárias são uma grande ameaça aos ecossistemas marinhos costeiros e podem ter um forte impacto ecológico e económico nas zonas e comunidades afetadas. Nos próximos três anos, um projeto liderado por Luísa Magalhães, investigadora no Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM) e no Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro, vai estudar o impacto da infeção por parasitas em organismos de zona costeira como moluscos bivalves, que representam um importante sector de exportação português. A relevância do projeto valeu-lhe o prémio FLAD Science Award Atlantic, no valor de 300 mil euros.

ESTA SEGUNDA-FEIRA

A inovação no mar traz a Portugal 25 países para um dos maiores exercícios nacionais de robótica

Esta segunda-feira, dia 12 de Setembro, tem início o maior exercício que se realiza em Portugal dedicado à experimentação robótica e de veículos não-tripulados. Na décima segunda edição do REPMUS22, uma vez mais co-organizada pela Marinha Portuguesa, pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), pelo Centre for Maritime Research and Experimentation (CMRE) e pela NATO Maritime Unmanned Systems Initiative (NATO MUSI), estarão presentes mais de mil pessoas, entre militares, investigadores científicos e civis, de entidades nacionais e internacionais.

Há buracos no fundo do mar ao largo do Açores que não se sabe como surgiram

As hipóteses para o seu aparecimento adensam o mistério: intervenção do homem ou de uma espécie desconhecida de caranguejo, emanações gasosas ou até proveniência alienígena são algumas das explicações avançadas.

Portugal lidera projecto de restauração de ecossistemas marinhos no Ártico

A Universidade de Aveiro lidera um consórcio europeu de 30 entidades que vai investir 8,5 milhões de euros num projeto de restauração dos ecossistemas marinhos e costeiros e aumento da resiliência climática na bacia do Ártico e do Atlântico. A verba tem origem no programa Horizonte Europa.

Em causa está o projecto "A-AAgora - Atlantic and Artic basin lighthouse - restoration of marine and coastal ecosystems and increased climate resilience", que visa "definir e implementar um plano para a Ágora Atlântico-Ártica que incorpore as Soluções Baseadas na Natureza desenvolvidas através de demonstração e uma estrutura de gestão validada".

Especialistas estabelecem parâmetros para avaliar eficácia das áreas marinhas protegidas

Um artigo recentemente publicado por especialistas de instituições nacionais estabelece um conjunto de indicadores que irão permitir avaliar o desempenho e a eficácia da preservação oferecida pelas áreas marinhas protegidas (AMP).

Pela primeira vez foram seleccionados e tidos como prioritários para a monitorização destas áreas em Portugal indicadores de governança, ou seja, uma lista validada de parâmetros e periodicidade de monitorização associada, acordados entre investigadores, gestores das áreas e peritos em governação.

Surfistas e cientistas dão «nova vida» à floresta de algas em Peniche

No âmbito do projecto ReGeneration Surf, cientistas e surfistas vão ao mar recolher as sementes das algas e levam-nas para um laboratório, onde são criadas num ambiente ideal para o seu crescimento.

As primeiras algas com crescimento controlado em laboratório já foram lançadas ao mar em Peniche, depois de dois meses no “berço”, com atletas, ambientalistas e cientistas unidos em torno do projecto ReGeneration Surf.

“É algo que nunca foi feito. É um projecto ainda em fase experimental, mas foi uma grande experiência reunirmo-nos há uns meses para aprender sobre o processo de reflorestação das algas e, agora, activamente, fazer essa reflorestação, colocando as algas no oceano”, salientou Natalie Fox, coordenadora do ReGeneration Surf, projecto apoiado pela Liga Mundial de Surf (WSL).

Açores, a peça-chave para desvendar um dos maiores enigmas da história natural das tartarugas-comum

O projecto COSTA visa assegurar a conservação das tartarugas marinhas nos Açores e do seu habitat oceânico no Atlântico, através da monitorização, investigação, educação ambiental, formação técnica e apoio à decisão.

A crepitar ou desolados?

Cientistas usam inteligência artificial para ouvir os sons da vida dos corais

Enquanto ouvia sons do fundo do mar, um grupo de cientistas descobriu que os recifes de coral emitem sons diferentes consoante o tipo de espécies que lá habita. Enquanto os recifes saudáveis se assemelham a fogueiras a crepitar, os corais degradados soam mais desolados.

Cientistas da Universidade de Coimbra criam dispositivo inovador para produção de energia a partir das ondas

Uma equipa da Universidade de Coimbra (UC) desenvolveu um dispositivo inovador para converter a energia armazenada nas ondas do mar em energia eléctrica. A invenção já está protegida por patente internacional.

O dispositivo, designado REEFS, acrónimo de Renewable Electric Energy From Sea (energia elétrica renovável a partir do mar), resulta de oito anos de investigação desenvolvida no Laboratório de Hidráulica, Recursos Hídricos e Ambiente do Departamento de Engenharia Civil (DC), da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC).

CIÊNCIA

Andam há 38 anos no mar a dar «Voz aos Oceanos»

Com 38 anos de experiência de navegação do mar, a família brasileira Schurmann impulsiona o projecto "Voz dos Oceanos", que disponibiliza dados à ciência, alerta para os perigos da poluição nos oceanos e procura motivar mudanças nos hábitos das pessoas.

O projecto nasceu de uma das várias viagens que a família fez pelo mundo, quando descobriram plástico nos locais mais remotos do planeta. "Tudo começou em 1998, na Ilha Henderson (localizada no Oceano Pacífico). Essa ilha fica próxima do famoso Ponto Nemo do planeta, que é o local mais distante de qualquer outro território, seja continente ou ilha, habitada ou não. Notamos nessa ilha, que é de difícil acesso para o ser humano, um grande volume de plástico na praia de 10km", explica ao JN David Schurmann, CEO da "Voz dos Oceanos".

CCMAR embarca em campanha científica ibérica sobre acidificação nos organismos marinhos

As investigadoras Emília Salgueiro, Lélia Matos, Andreia Rebotim participam na Campanha Científica CARBO-ACID - Eurofleets. a bordo da RV Ramon Margalef, que acontece neste mês de Agosto.

Este cruzeiro estabelece as bases para a investigação dos efeitos potenciais da acidificação nos organismos marinhos carbonatados (coccolitóforos, pterópodes, foraminíferos planctónicos e bentónicos, e corais) ao longo da costa ibérica.

APDL celebra Acordo de Colaboração com o CEiiA e integra Zona Livre Tecnológica (ZTL) de Matosinhos

A APDL celebrou esta quarta-feira, dia 3 de agosto, um Acordo de Colaboração com o CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento, onde passa a integrar a Zona Livre Tecnológica (ZLT) de Matosinhos, ao disponibilizar a zona do Porto de Leixões para a realização de testes de novas tecnologias, serviços, produtos ou soluções inovadoras relevantes não só para a atividade do Porto de Leixões, mas também para aferir da viabilidade de produtos, serviços e modelos de negócio inovadores para o mercado, que acelerem a transição para a neutralidade carbónica, com claros benefícios para o desenvolvimento tecnológico, a inovação e a sustentabilidade da atividade portuária e do município do Matosinhos.

16.ª Conferência Internacional Littoral 22

A 16.ª Conferência Internacional Littoral 22 vai realizar-se entre 12 a 16 de Setembro na Costa da Caparica.

A Littoral22 é uma Conferência Internacional, multidisciplinar, que pretende reunir participantes de todo o mundo para partilhar e discutir os trabalhos e resultados mais recentes (orais e poster) nos domínios da zona costeira e do mar. O Littoral 22 é organizado pelo MARE, pela Universidade Nova de Lisboa e pela The Coastal and Marine Union (EUCC).

Laboratório Nacional para a Rastreabilidade dos Produtos da Pesca e Aquicultura ficará instalado na Gafanha da Nazaré

O Laboratório Nacional para a Rastreabilidade dos Produtos da Pesca e Aquicultura, que deverá entrar em funcionamento em 2025, vai desempenhar um papel decisivo no apoio às empresas para atestar a origem geográfica e os métodos de produção de bens alimentares de origem marinha.

A Universidade de Aveiro surge como pilar desta operação através do Plano de Recuperação e Resiliência. Tem apoio de 7 milhões de euros e vai funcionar como a terceira unidade do ECOMARE em instalações da antiga depuradora de bivalves, instalada no recinto da Docapesca, na Gafanha da Nazaré.

Universidade de Aveiro cria laboratório para produtos da pesca e aquicultura

A Universidade de Aveiro (UA) vai criar um Laboratório Nacional para a Rastreabilidade dos Produtos da Pesca e Aquicultura, nas antigas instalações da depuradora de bivalves da Gafanha da Nazaré, em Ílhavo.

O Laboratório Nacional para a Rastreabilidade dos Produtos da Pesca e Aquicultura tem já financiamento garantido, no montante de sete milhões de euros, através do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e deverá entrar em funcionamento em 2025.

Total: 215
[1] 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11