Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Novos fármacos a partir do mar

A Natureza como Fonte de Fármacos

Durante milhares de anos, as pessoas tiraram partido da capacidade da natureza para produzir remédios que tratassem doenças e perturbações. Nalgumas partes do mundo, os medicamentos naturais ainda são os únicos tratamentos disponíveis. A investigação científica sobre esses medicamentos naturais, chamados “etnomedicamentos”, levou à descoberta de químicos purificados, cujas propriedades benéficas proporcionaram a base da actual indústria farmacêutica. Actualmente, mais de metade dos fármacos comercializados ou são extraídos de fontes naturais ou produzidos a partir da síntese química utilizando produtos naturais como modelos ou matérias-primas. Os fármacos com a morfina, o Taxol, a aspirina, a penicilina, a vincristina e a ciclosporina são apenas alguns exemplos de fármacos que derivam de plantas terrestres e de microrganismos do solo.

Porquê olhar para os Oceanos como fonte de novos fármacos?

Os oceanos são uma fonte rica em diversidade tanto biológica como química. Cobrem mais de 70% da superfície terrestre e contêm mais de 300.000 espécies descritas de invertebrados e algas - e acredita-se que isto seja apenas uma pequena percentagem do número total de espécies que ainda estão por descobrir e descrever! Um número relativamente pequeno de organismos marinhos que foram estudados até ao momento - principalmente algas e invertebrados - já produziu milhares de novos compostos químicos, mas apenas uma pequena percentagem destes químicos foi estudada relativamente ao seu potencial como fármaco. Finalmente, embora esteja a ser feito um enorme esforço pela indústria farmacêutica no sentido de conceber fármacos sintéticos, através da utilização de técnicas de modelação molecular, os produtos naturais marinhos ainda fornecem estruturas químicas únicas e pouco habituais sobre as quais se pode basear a modelação molecular e a síntese química de novos fármacos.

Viver melhor através de químicos

Porque é que as plantas, os animais e os micróbios marinhos, produzem químicos que são úteis como fármacos? Muitos deles vivem presos ao fundo do mar em habitats densamente povoados onde a competição por recursos, tais como espaço e alimento, é intensa. Como resultado, desenvolveram um arsenal único de químicos que usam para defesa, reprodução e comunicação. Felizmente para nós, muitos desses metabolitos também interagem com as enzimas envolvidas nos processos das doenças humanas. Se, por exemplo, uma esponja do mar tentar evitar que um coral invada o seu espaço, poderá produzir um químico para evitar que as células do coral cresçam e se dividam. Por isso, não é estranho que esses mesmos químicos também sejam eficazes na inibição do crescimento descontrolado das células cancerígenas humanas. De facto, muitos compostos químicos derivados de organismos marinhos fazem parte de ensaios clínicos ou pré-clínicos para o tratamento do cancro.

CONTINUE A LER ESTE ARTIGO AQUI












Artigos relacionados:

  • Biólogos brasileiros estudam substâncias químicas das esponjas
  • Esponjas do mar
  • O sistema aquífero das esponjas do mar