Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Agenda NEXUS responde aos desafios da transição energética e digital do corredor logístico de Sines

O auditório da APS – Administração dos Portos de Sines e do Algarve, recebeu esta terça-feira, 24 de janeiro, a Conferência de Arranque da Agenda NEXUS, evento que contou com a presença do Ministro das Infraestruturas, João Galamba, e do Secretário de Estado do Mar, José Maria Costa, em representação do Ministro da Economia e do Mar.

O Presidente do Porto de Sines, José Luís Cacho, deu as boas-vindas aos presentes e salientou que se trata de “um projeto desafiante que juntou 35 organizações possibilitando sinergias e que, entre si, asseguram o know-how e a tecnologia com vista ao desenvolvimento desta Agenda de Inovação.”

Por seu lado, o Ministro das Infraestruturas referiu que “a Agenda NEXUS é um projeto fundamental para assegurar o futuro digital e descarbonizado dos portos e das cadeias de valor”, cadeias estas que “enfrentam agora dois desafios que devemos encarar como a melhor oportunidade para o desenvolvimento dos portos nacionais: a transição digital e a transição energética”.

Segundo João Galamba, “a Agenda NEXUS, hoje aqui debatida, pretende dar uma resposta ao desafio da dupla transição (energética e digital) agregando as diferentes entidades representativas da cadeia de valor, da indústria nacional e da comunidade científica pelo que (…) servirá como mais um passo para a transformação que queremos ver nos portos nacionais. Ao conjugar a inovação no desenvolvimento de ferramentas digitais e novos equipamentos inteligentes e descarbonizados, pretende-se reforçar a competitividade dos portos portugueses numa Europa que ambiciona ser mais competitiva e independente das exportações.”

A Conferência de Arranque da Agenda NEXUS, que contou com a presença de centena e meia de participantes, juntou os diversos parceiros do projeto, entre stakeholders, operadores de transporte, empresas de inovação, académicos, especialistas, associações do setor, e abordou temas como a Inovação e Transição Energética nas Cadeias Logísticas, a Inteligência Artificial e a Cibersegurança aplicadas aos Portos e Logística, e o Poder do “Datasharing”.

Moderada por quatro especialistas internacionais, que integram o Comité Científico, Técnico e de Inovação do projeto, a sessão contou ainda com a apresentação do projeto europeu MAGPIE, por parte de Reyer Will, do Porto de Roterdão, projeto que o Porto de Sines integra enquanto Fellow Port, e que tem como objetivo promover um crescimento decisivo no abastecimento e consumo de combustíveis verdes no transporte marítimo, contribuindo para a descarbonização do setor e apresentando soluções inteligentes no âmbito da digitalização e automação.

Recorde-se que, a Agenda NEXUS, liderada pelo Porto de Sines, foi um dos projetos selecionados, no âmbito das Agendas Mobilizadoras para a Inovação Empresarial do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), e consiste num consórcio representativo da cadeia de valor, incluindo exportadores, operadores logísticos e de transporte, assim como empresas vocacionadas para exportar tecnologia e ainda entidades não empresariais do Sistema de I&I (ENESII) que, entre si, asseguram o know-how e a tecnologia com vista ao desenvolvimento desta Agenda de Inovação cujo objetivo primordial é o de digitalizar e descarbonizar o corredor logístico do Porto de Sines.