Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

ASSISTA AO VÍDEO

Porto de Lisboa acolheu seminário sobre Almada Negreiros e gares marítimas de Alcântara e Rocha

A Gare Marítima de Alcântara recebeu esta terça-feira, 22 de Novembro, o evento “Os murais de Almada Negreiros e as gares Marítimas de Alcântara e da Rocha do Conde D’Óbidos: olhar(es) crítico(s) sobre a sua história e convite à reflexão sobre o seu valor contemporâneo”.

O evento decorreu no âmbito da candidatura do Porto de Lisboa ao World Monuments Watch 2022 na qual uma das vertentes é a promoção cultural e o plano educativo das gares marítimas, numa parceria entre o Plano Nacional das Artes, o World Monument Fund, a Administração do Porto de Lisboa e o Centro de Formação Calvet de Guimarães.

VEJA O SEMINÁRIO NA ÍNTEGRA

O seminário teve como oradores Simão Palmeirim, investigador da Nova Faculdade de Ciências Sociais e Humanas; Mariana Pinto dos Santos, investigadora da Nova Faculdade de Ciências Sociais e Humanas; Ana Mehnert Pascoal; investigadora da ARTIS/IHA, FLUL ou ARTIS – Instituto de História da Arte; Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Teresa Veiga de Macedo do World Monuments Fund e Paulo Pires do Vale, comissário do Plano Nacional das Artes.

Temas abordados: “Pardal Monteiro e a modernização da capital as gares marítimas em contexto”; “Estética e Política nas pinturas murais de Almada Negreiros nas Gares Marítimas de Lisboa”; “ A geometrização das formas nas gares marítimas: diferenças entre as duas encomendas”; “World Monuments Fund e as Gares Marítimas de Alcântara” e “Arte e Educação”.

A abertura esteve a cargo de Ricardo Roque, do Conselho de Administração da APL. Dadas as boas vindas, o administrador fez uma curta intervenção sobre o património do Porto de Lisboa, o diálogo com a cidade, a importância do património edificado em termos culturais, históricos e também portuários.

Segundo o PNA, as gares marítimas e os painéis de Almada Negreiros merecem especial atenção no contexto histórico e artístico do século XX, quer pelo seu valor artístico intrínseco, quer pelo testemunho histórico dos grandes movimentos migratórios de Portugal e da Europa (tendo alguns dos quais resultado de conflitos armados, como a Segunda Guerra Mundial ou a Guerra Colonial), convidando a uma reflexão abrangente sobre os desafios da sociedade contemporânea.