Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

TIAGO PITTA E CUNHA:

O mar vai ser uma carta fundamental no século XXI

Tiago Pitta e Cunha, administrador executivo da Fundação Oceano Azul, é o vencedor do Prémio Pessoa 2021. O anúncio foi feito pelos promotores da iniciativa - o jornal Expresso com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos - que tem por objetivo reconhecer a atividade de pessoas portuguesas com papel significativo na vida cultural e científica do país.

Tiago Pitta e Cunha estava em casa quando o telefone tocou. E foi "com alguma estupefação" que recebeu a notícia. "Sinceramente, nunca me vi na categoria dos galardoados do Prémio Pessoa. E além disso é um prémio em que as pessoas não sabem que estão a ser escrutinadas. Por isso atribuo mais ao facto de estar a trabalhar num tema a que se está a atribuir mais importância, como é a questão da sustentabilidade, da natureza, do oceano, da importância do oceano para o país". Tiago acredita que não será alheio também o facto de trabalhar numa organização como a Fundação Oceano Azul, que apesar de ser ainda recente (2017) "tem criado um impacto grande, não só em Portugal".

Aos 54 anos, Tiago Pitta e Cunha tem já uma longa carreira ligada à luta "pela necessária mudança de atitude das sociedades humanas em relação aos assuntos do Mar e dos Oceanos". De resto, é assim que o júri justifica a atribuição do prémio.

continue a ler aqui