Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«Guardiões de Albarquel» recordam a praia que separava setubalenses e turistas e que hoje brilha

Em 2021, Albarquel viu ser hasteada a bandeira "Praia Acessível - Praia para Todos" e ser reaberto o antigo forte militar, onde a aristocrata inglesa Helen Hamlyn investiu um milhão de euros. Mas, na memória dos que se dizem "guardiões" desta praia de Setúbal, fica o tempo em que ela era lugar de divisão social. Em tendas improvisadas, num areal cheio de pedras, ali acampavam os garotos e as famílias de pescadores do Viso e do Troino. Do outro lado da muralha rochosa, no parque de campismo, caravanistas veraneavam. Os dois mundos raramente se cruzavam.

Com o olhar esticado desde o antigo edifício dos Estaleiros do Sado até à muralha que guarda o acesso à praia de Albarquel, José Ricardo, com 67 anos, Jaime Santos, com 70 e Idaleciana Soares nos seus inabaláveis 87 anos guardam o Parque Urbano de Albarquel, ao serviço da Câmara de Setúbal. Um espaço onde outrora os meninos do Troino e a menina do centro da cidade viam "um mundo inacessível, apenas reservado para turistas endinheirados".

reportagem para ler aqui