Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Reino Unido investe em navegação autónoma

O Governo britânico, em colaboração com o Centro de Inovação de Robótica Marinha do Centro Nacional de Oceanografia, também britânico, atribuiu um fundo de 1,1 milhões de euros para desenvolver novas tecnologias para a navegação marítima autónoma e inteligente no Reino Unido, referem vários meios de informação internacionais.

Segundo a imprensa, o fundo contribuirá para criar um Laboratório para a Regulação da Autonomia Marítima, onde os reguladores das entidades estatais poderão trabalhar com os investigadores académicos e a indústria na promoção testes na água e projectos de referência, ajudando a reforçar a presença britânica no mercado da indústria marítima.

Fonte do Executivo britânico citada na imprensa recordaram que a tecnologia e a inovação fazem parte da Maritime 2050, que estabelece a visão para um sector marítimo crescente do Reino Unido, capaz de maximizar o seu potencial. Os mesmos meios recordam que a navegação marítima autónoma global deverá representar um mercado de 118 mil milhões de euros em 2030, no qual o Reino Unido desempenhará um papel importante.

fonte