Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Saiba quais os compromissos que Portugal fez na Conferência dos Oceanos da ONU

Classificar 30% das áreas marinhas nacionais até 2030 e manter 100% dos stocks dentro dos limites biológicos sustentáveis são só dois dos compromissos que António Costa deixou hoje na cerimónia de abertura da Conferência, em Lisboa.

“Estamos aqui, Estados, organizações internacionais, comunidade científica, ONG, empresas, para assumirmos os Oceanos como uma causa global no combate às alterações climáticas, na promoção da biodiversidade, no desenvolvimento sustentável e na garantia da segurança marítima e da liberdade de circulação”, disse o primeiro-ministro na cerimónia de abertura da 2.ª Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, coorganizada por Portugal e pelo Quénia, na Altice Arena, em Lisboa.

Obras de expansão do Terminal XXI no Porto de Sines concluídas em 2028

As obras de expansão do Terminal XXI do Porto de Sines, um investimento superior a 300 milhões de euros, vão estar concluídas em 2028, anunciou esta sexta-feira a diretora-geral da empresa concessionária.

"A escala do investimento na fase 3 deste projeto", cuja conclusão está prevista "para 2028", tem "um impacto significativo no crescimento da economia portuguesa e o potencial para criar mais emprego", avançou a diretora-geral da PSA Sines, Nicola Silveira.

Declaração de Lisboa deve ser o «ponto de não retorno» na protecção dos oceanos

A Conferência dos Oceanos deverá marcar um "ponto de não retorno" nas políticas dirigidas à proteção dos mares e, para isso, é necessária uma posição "muito robusta" esta sexta-feira, o dia final da iniciativa que decorre desde segunda-feira em Lisboa. Este não será, no entanto, o final do caminho, mas apenas o princípio.

Erasmus traz alunos polacos ao Porto de Setúbal

O Porto de Setúbal, no âmbito do Programa Erasmus, recebeu [29 de junho] a visita de 17 alunos polacos do curso de Portos e Terminais, da escola Powiatowy Zespół Szkół, cidade de Chojnów, na Polónia. A visita técnica decorreu de acordo com o estabelecido pelo Centro de Formação Casa da Educação, encarregue da organização de estágios em contexto real de trabalho para estudantes europeus de ensino profissional que participam no programa Erasmus +.
 

ANA PAULA VITORINO

Oceano: governação e sustentabilidade

Esta semana Lisboa foi palco da 2.ª Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, com mais de 140 países representados. Enquanto Ministra do Mar, estive na 1.ª Conferência em 2017 e tive o privilégio de ser responsável, apoiada pelo embaixador Mendonça e Moura, pela apresentação junto da ONU da proposta de organização em Portugal desta 2.ª Conferência, tendo sido decidido que seria coorganizada com o Quénia e teria lugar em Lisboa inicialmente em 2020.

Porto de Aveiro revoluciona gestão de carga com soluções 5G

A utilização da rede 5G da Vodafone vai permitir ao Porto de Aveiro monitorizar e gerir a sua carga em tempo real, através de soluções de replicação digital e de aplicações e dispositivos de realidade virtual e realidade aumentada. Estas inovações tecnológicas, que estão a ser implementadas em parceria com a Ericsson e utilizadas pelos operadores portuários, vão contribuir para reduzir a pegada ambiental das atividades e melhorar a eficiência, a segurança e rentabilidade das operações.

JOSÉ MANUEL BOLIEIRO

Açores são líderes pelo exemplo na preservação dos oceanos e continuarão a sê-lo

O presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, destacou o papel liderante da região na protecção dos oceanos, garantindo que tal continuará no futuro mais imediato, nomeadamente com a aceleração de metas para a protecção dos mares.

“Continuaremos a liderar pelo exemplo ao antecipar em sete anos, para 2023, os objectivos estabelecidos para 2030” no que diz respeito à definição de áreas marinhas protegidas, realçou o governante.

Protecção do oceano permite salvaguardar clima, pesca e biodiversidade

Uma protecção firme de pelo menos 30% dos oceanos até 2030 ajudaria a resolver as crises climáticas, alimentares e de biodiversidade, revela um estudo que mapeia pela primeira vez as zonas prioritárias a defender.

O estudo, realizado pelo programa ambiental Mares Prístinos (Pristine Seas), publicado num artigo da revista científica Nature e apresentado o mais abrangente realizado até à data, concluiu que uma protecção rigorosa do oceano pode contribuir para um fornecimento mais abundante e saudável de peixe e marisco e constituir uma solução natural e barata para enfrentar as alterações climáticas - para além de proteger espécies e habitats em risco.

Os desafios e oportunidades do maior recurso nacional

Sendo o Oceano Atlântico desde cedo uma janela para o mundo, que permitiu ir à descoberta do desconhecido por tantos, alimentar gerações de famílias, e criar tradições que ainda hoje se mantêm, através do orgulho dos que cá ficam, de que maneira olhamos hoje para o seu potencial? Embora sejam outros tempos, a situação não é muito diferente.

Não existe um mundo novo para descobrir e conquistar, mas existe um mundo que precisa de uma reforma mais sustentável e respeitadora do meio natural. É mais uma vez recorrendo ao oceano que Portugal pode evoluir e fazer a diferença. Os oceanos retêm 97% da água existente e detêm 80% de todas as espécies vivas existentes no Planeta Terra. São fonte de vida e um recurso fundamental a preservar para o futuro.

Kerry louvou Portugal e opôs-se a mudança de rumo na acção climática devido à guerra

O Presidente da República declarou esta terça-feira que na reunião do Conselho de Estado o enviado presidencial norte-americano para o clima, John Kerry, louvou Portugal e opôs-se a uma mudança de rumo devido à pandemia ou à guerra.

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no Palácio da Cidadela de Cascais, no distrito de Lisboa, onde esta terça-feira se reuniu o Conselho de Estado com a participação de John Kerry como convidado, para analisar o combate às alterações climáticas e a transição energética.

Em Lisboa, os jovens querem ser a voz da mudança nos oceanos

Nicole Reyes quer que o Peru proteja mais a sua área marinha. Vinda do Brasil, Marina Borges Soares quer reduzir a produção de plástico. Por sua vez, Mariam Razavi está a fazer com que os jovens no Qatar tenham uma maior consciência ambiental. Já Afonso e Bernardo Marques pretendem preservar a ria Formosa. E Jacopo Pasquero tem o objectivo de criar pontes pelo oceano. Todos eles querem ser vozes de mudança.

Andam há 38 anos no mar a dar «Voz aos Oceanos»

Com 38 anos de experiência de navegação do mar, a família brasileira Schurmann impulsiona o projecto "Voz dos Oceanos", que disponibiliza dados à ciência, alerta para os perigos da poluição nos oceanos e procura motivar mudanças nos hábitos das pessoas. A iniciativa marca presença na Conferência dos Oceanos da ONU.

O projeto nasceu de uma das várias viagens que a família fez pelo mundo, quando descobriram plástico nos locais mais remotos do planeta. "Tudo começou em 1998, na Ilha Henderson (localizada no Oceano Pacífico). Essa ilha fica próxima do famoso Ponto Nemo do planeta, que é o local mais distante de qualquer outro território, seja continente ou ilha, habitada ou não. Notamos nessa ilha, que é de difícil acesso para o ser humano, um grande volume de plástico na praia de 10km", explica ao JN David Schurmann, CEO da "Voz dos Oceanos".

Gasoduto para hidrogénio verde arranca em Sines até 2025

No valor de 28,5 milhões de euros, o projecto será desenvolvido pelo consórcio H2 Green Valley, liderado pela REN, um dos 51 escolhidos para ser financiado pelo PRR. Tem capacidade para crescer até uma produção de 2GW de hidrogénio em Sines.

PINHAIS LANÇA EDIÇÃO ESPECIAL DE CONSERVAS EM HOMENAGEM AO DIA NACIONAL DO PESCADOR

Fruto da sua relação histórica com o mar e como homenagem aos pescadores, imagem icónica das suas latas de conservas, a Pinhais, centenária conserveira de Matosinhos lançou uma edição especial de conservas de sardinhas artesanais, em azeite, para assinalar o Dia Nacional do Pescador. A ilustração é do designer gráfico Marcos Porto, que materializa a ideia através da litografia de uma edição limitada de 200 latas, à venda no Museu-Vivo “Conservas Pinhais Factory Tour” e loja online da Pinhais.

António Costa reuniu-se com Guterres e pede acções drásticas para enfrentar emergência oceânica

O primeiro-ministro, António Costa, reuniu-se esta segunda-feira com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e defendeu que a conferência de Lisboa, que vai decorrer até sexta-feira, deve definir "ações drásticas" para enfrentar a emergência oceânica.

JOÃO PEDRO MATOS FERNANDES

Explorar o Oceano

E se os mares são só sete,
Há mais terra do que mar

Os mares não são sete porque o oceano é só um, mas é a partir de terra que o mar terá de ser pensado, planeado e gerido.

Tal como a atmosfera, o oceano é o outro bem comum da humanidade, e uma como o outro são de onde tudo vem e para onde tudo vai; os únicos fornecedores, os últimos recetáculos da atividade humana.

A Defesa Nacional na protecção dos oceanos

O nosso contributo para um mar mais seguro tem também expressão no investimento que fazemos em matéria espacial, por exemplo, permitindo a observação do oceano em apoio à atividade operacional, incluindo na vigilância das áreas marinhas protegidas, no combate às atividades ilegais ou no apoio militar à resposta de emergência a crises.

Sessão introdutória da Conferência dos Oceanos das Nações Unidas decorreu no Porto de Leixões

O Porto Cruise Terminal, Porto de Leixões recebeu no sábado, 25 de junho, a Conferência Localization Action for the Ocean, Local and Regional Governments Special Event, no âmbito da II United Nation Ocean Conference que decorre em Lisboa desta segunda-feira a 1 de julho.

O Presidente da APDL participou no 1.° Painel, Local Ocean Action Session 1, The Clock is ticking: How can coastal cities build resilience and incorporate nature-based solutions to project local populations?
A sessão de abertura contou com as intervenções da Presidente da CM Matosinhos, Luísa Salgueiro, do Ministro para o Desenvolvimento da República do Quénia e da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

João Gomes Cravinho:

Acredito que Lisboa pode tornar-se numa praça financeira do mar

Todos os caminhos vão dar ao mar. E esta segunda-feira, quando Lisboa acolher a Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, pode ser dado o empurrão que faltava para inscrever o tema na consciência global. João Gomes Cravinho, Ministro dos Negócios Estrangeiros, pede paciência para alcançar consensos e sublinha o papel relevante de Portugal na discussão.

CARLOS M. DUARTE

Na Conferência do Oceano das Nações Unidas vamos retribuir o que o oceano nos deu

Portugal tem de culminar o seu caminho de liderança do oceano, no sentido de vincular as confluências de vários processos em discussão sobre políticas do oceano: o novo tratado global para acabar com a poluição por plásticos, os tratados para acabar com subsídios prejudiciais que alimentam a pesca ilegal e não reportada e os novos objetivos de biodiversidade marinha em alto mar.