Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística




VOXMAR

Artes e Cultura - 3ª Conversa Março 2013 - Versão completa em vídeo

Luís Represas, João Parrinha, Francisco Manso, Afonso Cruz e Miguel Honrado conversam sobre o que se vê quando se pensa em Mar.

3.ª CONVERSA VOXMAR DEDICADA ÀS ARTES E CULTURA | 12 DE MARÇO

O que se vê quando se pensa em Mar?

O que se vê quando se pensa em Mar?
Qual é a imagem do nosso Mar? Que histórias queremos projectar? O Mar desde cedo serviu de inspiração aos artistas. Vamos descobrir de que forma é que o Mar pode ser uma fonte de inspiração na criação de cultura.

ATÉ 13 DE MARÇO - 60 ARTISTAS REPRESENTADOS

BAKALHAU - Pintura Escultura Fotografia

Exposição colectiva de pintura, escultura, fotografia, com 60 Artistas representados. Em exposição no Museu Marítimo de Ílhavo, Navio-Museu Santo André, Centro Cultural de Ílhavo e Centro Cultural da Gafanha da Nazaré.

23 DE FEVEREIRO DE 1987 | EVOCANDO A MORTE DE JOSÉ AFONSO

Canção do Mar

Ó mar | Ó mar | Ó mar profundo | Ó mar | Negro altar | Do fim do mundo
Em ti nasceu | Ó mar | A noite que já morreu | O teu olhar

Os índios da Meia-Praia | José Afonso

Aldeia da Meia Praia | Ali mesmo ao pé de Lagos | Vou fazer-te uma cantiga | Da melhor que sei e faço || De Montegordo vieram | Alguns por seu próprio pé | Um chegou de bicicleta | Outro foi de marcha à ré || Quando os teus olhos tropeçam | No voo de uma gaivota | Em vez de peixe vê peças de oiro | Caindo na lota
 

BIENAL DE VENEZA

Transtejo disponibiliza antigo cacilheiro a Joana Vasconcelos

O grupo Transtejo disponibilizou à artista Joana Vasconcelos um antigo cacilheiro, o “Trafaria Praia”, para servir de representante oficial de Portugal, como Pavilhão Flutuante, na 55ª Bienal de Veneza, que decorre este ano. A par da disponibilização deste navio emblemático, o Grupo Transtejo abraçou desde logo o projeto, garantindo ainda o respetivo apoio técnico.

LUÍS VAZ DE CAMÕES

A Ilha dos Amores

Com um arrojo inesperado para um maneirista, Camões descreve o encontro dos nautas com as ninfas que os esperavam, industriadas por Vénus. O amor que experimentam é de paixão: imediato, arrebatado e carnal. E fica dado o recado aos que condenam a expressão mais física do amor: «Melhor é experimentá-lo que julgá-lo, Mas julgue-o quem não pode experimentá-lo.»

MANUEL ALEGRE

Coisa amar

Contar-te longamente as perigosas
coisas do mar. Contar-te o amor ardente
e as ilhas que só há no verbo amar.
Contar-te longamente longamente.

Amor ardente. Amor ardente. E mar.

SEM PAVILHÃO PARA EXPOR

Joana Vasconcelos leva cacilheiro para Veneza

A artista é este ano a representante oficial de Portugal na Bienal de Veneza mas não tem pavilhão para expor e conta com a verba mais baixa atribuída pelo Estado para o mais importante palco das artes na Europa: 170 mil euros. A solução encontrada foi tranformar um cacilheiro numa obra de arte total.
 

CONCURSO

Desenhe uma sardinha e ganhe 1000 euros

Já está a decorrer a 3.ª edição do concurso Sardinhas Festas de Lisboa’13, que este ano vai eleger as dez melhores propostas para serem “as estrelas da campanha de comunicação” do evento e premiar cada vencedor com 1000 euros.

TERMINA ESTE DOMINGO, NA GULBENKIAN

O mar segundo Turner, Klee, Ingrés, Courbet, Monet, Friedrich

Chama-se "As Idades do Mar" e termina este domingo, 27 de janeiro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. São ao todo 109 quadros dos séculos XVI ao XX, provenientes de 51 instituições nacionais e estrangeiras, entre elas os museus do Prado e d"Orsay, para uma mostra que atravessa o romantismo de Turner, o expressionismo alemão de Caspar David Friedrich, o impressionismo de Monet , o realismo de Edward Hopper ou Courbet, a pop art de Nikas Skapinakis.

Mira apoia arte xávega

A Câmara de Mira vai apoiar, no Parlamento e junto do Governo, as propostas do PS que visam proteger a arte xávega enquanto atividade piscatória com peso nas economias locais, disse o vice-presidente da autarquia.
Miguel Grego falava à agência Lusa, no final de reunião nos Paços do Concelho de Mira que visou estabelecer "uma plataforma de entendimento" nesta matéria, em que participaram os deputados socialistas João Paulo Pedrosa (Leiria), Rui Duarte (Coimbra) e Rosa Albernaz (Aveiro).

EVOCANDO PAULO ROCHA

A Companha do barco «São Pedro», no Furadouro, em 1966

A Companha do barco “São Pedro”, no Furadouro, em 1966... A Pesca de Arrasto para Terra, na Beira Litoral (Portugal), com os grandes Barcos do Mar de quarenta e dois homens; aqui filmada para a posteridade – e, assim, legada ao Futuro, para sempre... – por Paulo Rocha.

MADEIRA

Sinfonia de apitos de navios abriu o majestoso final de ano no Funchal

A baía do Funchal foi palco de um concerto inédito, dia 31 de Dezembro, pelas 19h15, com os apitos dos navios de cruzeiro a serem os instrumentos do "2012 Last Sunset Symphony", do compositor Francisco Loreto.
Se falhou a passagem de ano na Madeira, pode ouvir aqui a "sinfonia".

OUÇA AQUI

Órgão do mar em Zadar, na Croácia

Situado na costa de Zadar, uma cidade da Croácia, encontramos o Órgão do Mar, degraus cravados em rochas
que têm no seu interior um interessante sistema de tubulações que, quando empurradas pelos movimentos do mar, forçam o ar e, dependendo do tamanho e velocidade da onda, criam notas musicais, sons aleatórios.
Criado em 2005 e vencedor do prémio europeu para espaços públicos (European Prize for Urban Public Space), o Órgão do Mar recebe turistas de várias partes do mundo que vêm escutar uma "música" original.

ESTREOU EM PORTUGAL A 2 DE MAIO DE 1974

O Couraçado Potemkin

Clássico filme russo, misto de guerra, drama e reconstituição histórica propagandística, escrito e realizado em 1925 por Sergei Eisenstein. De título original Bronenósets Potyomkin, foi interpretado por Vladimir Barsky, Grigory Aleksandrov, Aleksandr Antonov e Mikhail Gomarov, entre outros, tendo estreado no Teatro Bolshoi de Moscovo a 21 de Dezembro de 1925 (em Portugal a 2 de Maio de 1974).

Casas-barco para fugir à crise?

Esqueçam as casas-barco tradicionais dos canais holandeses, com o seu ar rústico, decoradas com vasos de flores. Esta HOBO pode ter nome de vagabundo, em inglês, mas as semelhanças ficam-se só pelo desapego à terra. As suas linhas estão mais próximas da arquitetura da Casa da Música, de Rem Koolhaas, ou não fosse a empresa Modular System igualmente do Porto, responsável pela sua conceção.

EU E O MAR

Jónatas Pires, músico

Jónatas Pires vê o mar como fonte de inspiração para todas as formas de arte. Considera que o mar português está ligado ao historial nacional pelos vários poetas e escritores que nele se inspiraram e diz não valer a pena "citar o maior de todos, Camões".

SÉRIE «MAR PORTUGUÊS»

Um mar de palavras

Ao longo de séculos, os poetas portugueses cantaram o mar. Muitos mares: o mar afável das praias e dos banhistas, o mar duro da faina dos pescadores, ou ainda esse mar que levou os navegadores quinhentistas à descoberta de um novo mundo.

CINE-ESPLANADA MIRAMAR

«Revolta na Bounty» estreou em Lisboa há 83 anos

Filme dramático norte-americano realizado em 1935 por Frank Lloyd, «Mutiny on the Bounty» foi interpretado por Clark Gable, Charles Laughton, Franchot Tone e Herbert Mundin, entre outros. Estreou em Lisboa no ano seguinte, a 13 de Outubro de 1936.
Narra a história real do motim passado a bordo do navio britânico HMAV Bounty, em 1789, liderado por Fletcher Christian (Clark Gable) contra o capitão William Bligh (Charles Laughton).
 

Total: 303
1 2 3 4 5 [6] 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16