Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

05.10.2011 | NOVA ZELÂNDIA | COM VÍDEOS

Navio encalhado derrama combustível sobre recife

Um porta-contentores encalhado ao largo da costa da Nova Zelândia derramou combustível no mar. A Autoridade Marítima neozelandesa referiu que a fuga parece ter origem em condutas danificadas.

No dia 5 de outubro, o navio Rena da Libéria encalhou no recife Astrolabe, a cerca de 12 milhas náuticas do Porto de Tauranga, na Nova Zelândia. A tripulação está a bordo a tentar salvar o navio.

O ministro dos transportes Steven Joyce referiu que a situação é pior do que se pensava. Advertiu que o navio pode quebrar devido à sua posição precária no recife.

Rob Service, da Autoridade Marítima, refere que a mancha de combustível estende-se por mais de cinco quilómetros. “É difícil determinar com precisão a escala dos danos. Não se sabe quanto vazou das 1700 toneladas de combustível transportado no Reno." Acrescentou ainda que o combustível parece ser proveniente de canalizações danificadas na altura do embate do navio com o recife.

O Departamento da Conservação da Nova Zelândia referiu que o Recife Astrolabe está coberto com esponjas e anémonas coloridas. Numerosos peixes e focas frequentam as águas vizinhas. Foram criados dois centros para acolher animais selvagens.

FONTE: NATURLINK
 

VEJA A NOTÍCIA DA RTP







Artigos relacionados: