Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Gestão do porto de pesca de Viana poderá ser concessionada em 2013

A Administração do Porto de Viana do Castelo (APVC) admite concessionar a gestão do porto de pesca da cidade no próximo ano, depois de concluída a construção da nova doca.
"O que queremos é concessionar o porto de pesca a uma entidade do setor, que possa fazer melhor do que nós. Gostaria que isso acontecesse em 2013, é uma possibilidade, temos trabalhado nisso", admitiu à agência Lusa Vasco Cameira, administrador da APVC.

Acrescentou que até final deste ano deverá ficar concluída a obra da nova doca da Lota do porto de pesca da cidade de Viana do Castelo, com um fundo de três metros e após um investimento de global superior a 2,3 milhões de euros.

Esta nova área para estacionamento de embarcações de pesca juntar-se-á à doca de Marés, com dois metros de fundo, e permitirá duplicar a capacidade atual.
"De braço dado poderemos estacionar no conjunto das duas bacias cerca de 70 embarcações, entre traineiras e bateiras. O que ali temos é uma nova doca", explicou Vasco Cameira.

Esta nova doca do porto de pesca envolveu dragagens e a construção de um molhe de proteção de 177 metros de comprimento, além da instalação de pontões flutuantes e equipamentos de apoio.
"Visa promover o ordenamento do estacionamento da frota pesqueira de Viana do Castelo, em melhores condições de operacionalidade e segurança", sublinha a APVC.

Entretanto, Vasco Cameira admite estarem em curso "conversações" com entidade externas, nomeadamente uma cooperativa de pescadores, sobre a possibilidade de concessionar a gestão destas duas docas.
"Ainda não fomos a pormenores. Mas o porto de pesca tem uma parte a nado, outra parte a seco, e para nós a concessão será do conjunto das duas coisas, incluindo áreas como os armazéns de apresto ou as zonas para arrumar as redes", rematou.