Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Comunidades portuárias de Leixões e Sines lembram que os dois portos estão a funcionar

A Comunidade Portuária de Leixões e a Comunidade Portuária de Sines emitiram um comunicado conjunto onde recordam que "os portos de Leixões e de Sines estão a funcionar", contrariando a ideia errada que tem sido passada por alguma da imprensa generalista de que todos os principais portos estejam paralisados devido à onda de greves.

O comunicado surge no seguimento de uma notícia do Telejornal (RTP) deste domingo sobre a onda de greves nos portos nacionais, a qual colocou todos os portos nacionais em pé de igualdade. "Os Portos de Sines e de Leixões estão a funcionar, e continuarão a funcionar normalmente, uma vez que os seus Trabalhadores Portuários não aderiram á greve anunciada pela Estrutura Sindical dos Portos de Setúbal, Lisboa e Figueira da Foz, a partir de 23 de outubro, próximo", pode ler-se no comunicado.

As comunidades portuárias referem que esta "referência generalizada" acaba por dar "uma má nota aos Agentes Económicos, em particular, aos que se situam no segmento do comércio internacional" relativamente aos dois portos em questão, funcionando assim "em favor dos portos espanhóis".

No mesmo comunicado, é referido que já em setembro "os portos de Sines e de Leixões foram incluídos no panorama nacional sem uma nota de que, apesar das greves, estes dois portos foram os menos afetados, sendo até, que o porto de Leixões, no que ao trabalho portuário disse respeito (não aderiu á greve), manteve-se sempre a funcionar o que permitiu receber e entregar carga aos carregadores, bem como, carregar e descarregar os navios que tinham condições para demandar este porto".

fonte







Artigos relacionados:

  • Porto de Viana do Castelo a funcionar em pleno
  • Em Espanha corre tudo mal, excepto a greve nos portos portugueses
  • Autoeuropa e Mitsubishi admitem recorrer a portos em Espanha