Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

1589

O naufrágio da nau N.ª Sr.ª do Rosário em Tróia

Possivelmente devido à presença e ao ataque das forças inglesas, sob o comando de sir Francis Drake, à Península Ibérica, em especial à Corunha e a Lisboa, o regresso das frotas das Índias estava a decorrer bastante mais tarde do que era habitual.

Por esta razão, a aterragem à costa Ocidental da Península Ibérica da nau Nª. Srª. do Rosário, um navio de 700 toneladas, armado com 30 peças de bronze e transportando 150 soldados e 101 homens de mar, só ocorreu a 7 de Dezembro de 1589, integrada na armada do Almirante Álvaro Flores de Quiñones.

Já ao largo de Lisboa, abateu-se sobre a armada um violento temporal dos quadrantes norte, que impediram o navio sequer de entrar em Setúbal e, pela uma hora da tarde, este acabou por fundear perto da costa de Tróia, a cerca de uma milha da ermida.

CONTINUE A LER ESTE ARTIGO AQUI