Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

UE destina um milhão de euros para ligação ferroviária entre Sines e a Europa

A Comissão Europeia vai participar com 1,07 milhões de euros no cofinanciamento da execução do corredor ferroviário de transporte de mercadorias nº4, que liga o porto de Sines a Espanha e França, inserido no "apoio a parcerias público-privadas e instrumentos financeiros inovadores", no âmbito da Rede Ferroviária Europeia (RTE-T). Os fundos serão divididos pelos três países em questão (Portugal, Espanha e França).

No total, a Comissão Europeia selecionou, para cofinanciamento, 74 projetos, num montante de cerca de 200 milhões de euros, com vista à modernização das infraestruturas de transporte da UE.

Bruxelas "continua a apoiar a construção e a renovação de infraestruturas de transporte na Europa, para que os cidadãos europeus possam beneficiar de uma rede de transportes completa, segura e moderna", referiu o comissário europeu para os Transportes, Siim Kallas (na foto), acrescentando que a verba atribuída irá "promover o emprego na UE, permitindo que os Estados Membros continuem a investir em projetos de infraestrutura, de grande ou pequena dimensão, numa altura de estagnação geral da economia".

fonte