Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO

Renegociação do contrato dos asfalteiros pode ficar concluída este mês

Fonte da administração dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) confirmou que as soluções de renegociação com elementos da Empresa de Petróleos da Venezuela (PDVSA) foram apresentadas nos últimos dias, admitindo a possibilidade de um novo acordo para a construção de dois navios asfalteiros para a Venezuela até final do mês de Julho.

"O armador está a avaliar as condições e o acordo final não ocorrerá antes do final do corrente mês", explicou a mesma fonte à Agência Lusa, garantindo que a administração está "otimista" na aceitação das novas condições propostas para o negócio.

Orçado em 128 milhões de euros, o acordo foi rubricado há dois anos. Esta é, porém, a segunda renegociação do acordo não só pelas dificuldades da ENVC mas também porque no caderno de encargos, o armador (PDVSA Naval) definiu determinados fornecedores, o que tem vindo a dificultar o processo de aquisição do material necessário.

O contrato dos dois asfalteiros para a Venezuela é o único contrato firme na carteira de encomendas dos ENVC, celebrado em outubro de 2010, e por isso fundamental para a empresa.

"Atendendo às enormes dificuldades provocadas pelas regras previstas no Código dos Contratos Públicos, a que os ENVC estão obrigados, e ao cumprimento dos prazos contratuais para a construção dos navios asfalteiros, a administração decidiu, conjuntamente com a PDVSA Naval, negociar uma via alternativa para aquisição dos equipamentos e materiais para estas construções", acrescentou fonte dos estaleiros à Lusa.
Pode ainda haver uma renegociação dos prazos e da forma como será garantido o fornecimento do material necessário. O que é certo é que o início da construção já leva cerca de dez meses de atraso e a entrega prevista para o primeiro trimestre de 2014 terá de ser reavaliada, através deste novo acordo.

fonte







Artigos relacionados:

  • Portugal procura apoio do governo brasileiro para investimento nos Estaleiros de Viana
  • Presidente da EMPORDEF pediu ajuda a Mota Amaral
  • Estaleiros de Viana sem liquidez para pagar totalidade dos ordenados
  • Venezuela perfila-se como potencial parceiro dos Estaleiros de Viana do Castelo
  • Russos interessados nos Estaleiros
  • Lula da Silva admite interesse nos estaleiros de Viana do Castelo