Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

COMUNICADO DA APDL

Acidente no Molhe Sul do Porto de Leixões a 12 de Abril

1. A desmontagem e reabilitação do Titan têm como objectivo a recuperação daquele que se estima ser o mais antigo guindaste deste tipo existente no mundo, utilizado na construção do porto de Leixões. Após a recuperação, o guindaste será relocalizado mais próximo da praia de Matosinhos, num projecto de valorização global de todo o molhe sul que inclui a construção do terminal de cruzeiros.

2. O grau de corrosão do guindaste era apreciável e foram várias as operações de manutenção que sofreu ao longo do tempo, que levaram à retirada das máquinas, ao aliviar de peso e à construção de um novo apoio para impedir a sua queda.

3. Para a realização da operação de reabilitação, a APDL:
• Contratou um projecto à empresa Eurocrane que incluía todo o processo de desmontagem;
• Lançou um concurso público para a desmontagem (embora o valor da obra não o justificasse) que foi ganho pela empresa Edilages;
• Contratou uma empresa para fazer o controlo e acompanhamento das condições de segurança em obra (Proman);
• Ouviu as empresas que exploram os pipelines, tendo delas recolhido indicações sobre procedimentos a adoptar para a segurança operação, os quais foram respeitados na íntegra;

4. Após o acidente do passado dia 12 Abril, que vitimou um dos operários em obra ao serviço do empreiteiro, a APDL abriu um inquérito para apurar as causas do mesmo, contratando a empresa Certitecna;

5. O relatório preliminar constata a existência de uma divergência entre o peso do bloco que caiu sobre os pipelines, cujo valor inicial, estimado em sede de projecto, é inferior ao determinado por pesagem após o acidente; a pesagem era impossível a anteriori. Está por apurar o efeito desse facto para o sistema de suporte, cavaletes e gruas, que estava envolvido na operação;

6. O relatório preliminar confirma o rápido accionamento do plano de segurança do Porto de Leixões;

7. O relatório será enviado à Autoridade de Condições do Trabalho e ao Ministério Público, ficando ao dispor dessas entidades para prestar todos os esclarecimentos que julgarem necessários;

8. A APDL volta a lamentar profundamente a perda de uma vida, a agradecer a todas as entidades envolvidas no cumprimento do plano de segurança, e a assegurar que tudo fará para que o projecto de recuperação do guindaste Titan venha ser bem sucedido.

Porto de Leixões, 2 de Maio 2012
APDL – Administração dos Portos do Douro e Leixões, SA

 







Artigos relacionados:

  • Entrevista a João Braga da Cruz, director de obras do Porto de Leixões
  • Titan do Porto de Leixões vai ter nova localização
  • 11 edições da «TITAN» disponíveis na web
  • Último número da TITAN já disponível
  • Disponível a edição de Agosto da «Titan»