Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Ribau Esteves congratula-se pela ligação à Europa com predomínio de mercadorias

O presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), Ribau Esteves, congratulou-se esta quinta-feira com a decisão do Governo de desistir do TGV, assegurando ligações ferroviárias de Sines e Aveiro à Europa, para mercadorias.

Em declarações à agência Lusa, Ribau Esteves salientou ser necessário agora que o Governo divulgue a estratégia de sustentabilidade financeira e o cronograma de execução para as duas ligações previstas em bitola europeia.

«Quero deixar clara a minha congratulação pela decisão do governo. Sempre fui contra o projeto do TGV, porque entendo que Portugal precisa de comboios que andem a velocidade alta, mas não do TGV, embora precise de ter estratégia de ligação em bitola europeia às redes ferroviárias da Europa».

Para Ribau Esteves, «é importantíssima a decisão dos dois corredores ferroviários de ligação à Europa, com predomínio de mercadorias, a partir do porto de Sines e do porto de Aveiro», mas é também «essencial conhecer a estratégia de execução financeira e temporal» das duas ligações ferroviárias a Aveiro e a Sines.

«Em Aveiro, na plataforma multimodal, que tem uma base em Cacia e outra na Gafanha da Nazaré, a base está feita e não é preciso discussões, apenas é [necessário] capacitá-la das estruturas necessárias para gerir essa operação».

Fim do TGV é «má notícia»

Por seu turno, o presidente da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Litoral (CIMAL), Carlos Beato, considerou «um sinal positivo» a «janela» aberta pelo Governo de uma ligação ferroviária de mercadorias desde Sines, mas lamentou a «má notícia» do abandono do TGV.

«Tanto quanto julgo saber, o Governo deixou aberta uma janela para o transporte ferroviário de mercadorias [a partir de Sines] numa modalidade transeuropeia, o que é um sinal positivo», afirmou à Agência Lusa Carlos Beato (PS).
Contudo, acentuou o autarca de Grândola, que preside à CIMAL e ao Conselho Regional do Alentejo, órgão consultivo da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCR), «é bom e necessário que se deem passos nesse sentido».

«É importante que, não obstante as dificuldades e mesmo de forma faseada, se consiga pôr em prática um projeto» de ligação ferroviária transeuropeia de mercadorias que sirva o Porto de Sines, no litoral alentejano, «que alimente a esperança de nós não perdermos a esperança».

O representante dos cinco municípios do litoral alentejano - Sines, Grândola, Alcácer do Sal, Santiago do Cacém e Odemira -, falava à Lusa a propósito do anúncio do Governo de que o projeto do comboio de alta velocidade será «definitivamente abandonado».

fonte

 

 
Visite o Canal da APP no YOUTUBE
Estamos no Facebook, no Twitter e no Slideshare   Conheça o portal da Associação dos Portos de Língua Portuguesa (APLOP)

 

 







Artigos relacionados:

  • A verdadeira ponte
  • Ministro da Economia quer ligação entre Porto de Aveiro e Espanha
  • Espanha já apresentou a sua rede transeuropeia de transporte
  • Investir nas principais linhas férreas do país é fundamental e urgente
  • Sines pode ser primeiro porto Atlântico a ligar-se à UE
  • Alargamento do canal do Panamá faz de Portugal porta de entrada na Europa
  • Eixo Ibérico em velocidade alta considerado prioritário
  • SEADREAM I a pernoitar no porto do Funchal
  • Porta Atlântica da Europa vai entrar nos carris?
  • A ligação Aveiro além Salamanca
  • Passos Coelho confirma aposta na qualificação portuária e na ligação ferroviária
  • José Luís Cacho reage com satisfação ao anúncio de linhas ferroviárias de alta-velocidade entre Aveiro e Salamanca
  • Autoeuropa defende linha ferroviária europeia em Portugal
  • Santos Pereira defende criação de duas linhas ferroviárias rápidas entre Portugal e Espanha
  • Santos Pereira defende que bitola europeia deve ir para além de Madrid
  • «Faz falta uma linha de bitola europeia que ligue Sines ao Poceirão»