Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Lisboa mantém liderança nos seus negócios estratégicos da carga

Em 2011 o Porto de Lisboa foi líder na movimentação de contentores e nos granéis sólidos, em particular agro-alimentares, negócios estratégicos do porto, para além do número de escalas de navios.

Entre Janeiro e Dezembro de 2011 o porto de Lisboa atingiu um total 541.043 TEU, um aumento na ordem dos 6,1% face ao ano anterior. De referir que neste segmento de mercado as exportações registaram um crescimento relativamente a 2010, reforçando deste modo o caráter exportador do porto de Lisboa.

O porto de Lisboa movimentou em 2011, 4 624 764 toneladas de granéis sólidos, sendo que destes, cerca de 3 037 048 toneladas são granéis agroalimentares.

No que respeita ao número de escalas de navios, o porto de Lisboa também lidera, com um total de cerca de 3 050 escalas entre Janeiro e Dezembro de 2011.
Não obstante esta evolução positiva do negócio, destaca-se o esforço da APL no cumprimento dos objetivos estipulados de redução dos seus custos operacionais em mais de 15%.

Nota: Os valores apresentados são provisórios.