Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

ALTA VELOCIDADE

Portos de Sines, Setúbal, Lisboa e Aveiro servidos via Salamanca

A aposta de Alta Velocidade portuguesa irá contemplar a ligação dos portos de Sines, Setúbal, Lisboa e Aveiro via Salamanca, deixando fora desta rede europeia, pelo menos para já, Leixões e Viana, deu a entender ontem em Bruxelas Carlo de Grandis, da Direcção-Geral de Mobilidade e Transportes da Comissão Europeia.

O Governo português deverá entregar "nas próximas semanas" as suas propostas de alteração ao plano para as linhas de alta velocidade. Só apresentando o novo plano Portugal poderá prosseguir o objetivo de ver aprovadas as alterações ao projeto inicial até ao verão, de forma a aproveitar as verbas para as Redes Transeuropeias de Transportes que devem ser utilizadas até 2015. "Portugal está a rever a sua posição sobre os eixos prioritários", afirmou aquele funcionário comunitário, adiantando "ter indicações" de que o país deverá apresentar as suas propostas brevemente.

Os esclarecimentos de Carlo de Grandis foram proferidos durante um seminário para jornalistas portugueses e galegos organizado pelo Eixo Atlântico em Bruxelas, no qual afirmou que a Comissão Europeia não tem ainda conhecimento formal da desistência de Portugal da ligação Porto-Vigo. "Não está previsto até 2020 e, na minha opinião pessoal, não se vai fazer nunca" afirmou no momento.

As verbas que deixarão de ser aplicadas na linha Porto-Vigo não reverterão diretamente a favor da ligação de Lisboa a Madrid, explicou Carlo de Grandis, mas os troços em estudo, como Poceirão-Caia, poderão vir a receber um reforço de fundos comunitários.

fonte