Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Ciência e economia do mar navegam de mãos dadas

São três empresas. Duas já em andamento, uma em fase de arranque. Em comum têm o facto de os seus promotores terem passado ou continuarem ligados à área da investigação na Universidade do Algarve.

Nome: Jorge Dias
Empresa: Sparos
Produção: Alimento para nutrição de peixes

Empresa "spin-off" do Centro de Ciências do Mar do Algarve, a Sparos, tal como evidencia o professor universitário e empresário Jorge Dias, aposta no desenvolvimento de novos produtos e processos para a alimentação e nutrição de peixes.

Mais do que apenas uma empresa é também um espaço de investigação científica. O seu objecto de trabalho envolve os desafios da sustentabilidade da indústria da aquacultura, nomeadamente ao nível dos produtos para alimentação e nutrição de peixes. É neste âmbito que se insere o projecto-piloto de desenvolvimento de alimentos para o cultivo de corvina, que é co-financiado pelo Promar - Programa Operacional de Pescas. Segundo Jorge Dias, que é também um dos promotores deste proojecto empresarial instalado no nicho de empresas da Zona Industrial de Loulé, outra das áreas de intervenção é também a formulação e o teste de novas dietas à base de concentrados de microalgas, também para aplicação no sector da aquacultura.

Nome: Cristiano Soares
Empresa: Marsensing
Produção: Instrumentos de acústica submarina

A MarSensing é igualmente um projeto "spin-off" da Universidade do Algarve. O projecto arrancou sob a batuta dos investigadores Cristiano Soares, Friedrich Zabel, Celestino Martins e António Silva. A empresa foi fundada em 2007 e o seu propósito "core" é o desenvolvimento de tecnologia, prestação de serviços e consultoria em acústica submarina.

Além do apoio à navegação marítima, as preocupações ambientais estão também presentes na actividade da MerSensing, de que é exemplo o gravador digital para medir e poluição sonora submarina, relacionando com a protecção de baleias, golfinhos e peixes.

Os serviços da empresa envolvem ainda o desenvolvimento de produtos à medida, como a criação e instalação de campos de sinais acústicos submarinos. A empresa de Cristiano Soares está sediada no Centro Empresarial Gambelas, localizado no campus da Universidade do Algarve.

Nome: Pedro Paulo
Empresa: Caviar Portugal
Produção: Esturjão e caviar

O propósito central deste novo projecto é a produção Intensiva de esturjão para comercialização da carne e para caviar. É uma iniciativa empresarial liderada pelo biólogo marinho Pedro Paulo, que venceu, em 2010, o prémio "Ideias em Caixa 2010", promovido pela Universidade do Algarve. O projecto, a que também está ligado o empresário Jorge Pereira e o cidadão ucraniano Valery Afilov, envolve um investimento na ordem dos dois milhões de euros, segundo avançou ao Negócios Pedro Paulo, e que permitirá produzir até 700 quilos de caviar por ano.

O projecto permitirá ainda a reintrodução no País de uma espécie que, pela altura da desova, entrava nos rios Douro e Guadiana. De acordo com Pedro Paulo, parte importante desta ideia de negócio ligado à economia do mar ganhou fôlego quando o biólogo conheceu Valery Afilov, que na Ucrânia já havia estado ligado à produção aquacultura de esturjão e de caviar.

fonte