Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

NA GARE MARÍTIMA DA MADEIRA, ATÉ 3 DE JANEIRO

Exposição sobre os 90 anos do Raid Aéreo Lisboa-Funchal

Uma exposição alusiva aos 90 anos do Raid Aéreo Lisboa – Funchal que teve lugar a 22 de Março de 1921 está patente até ao próximo dia três de Janeiro na Gare Marítima da Madeira, integrada nas comemorações do Dia do Mar e por iniciativa da Marinha Portuguesa.

Os oficiais da Marinha Gago Coutinho, Sacadura Cabral e Ortins de Bettencourt, acompanhados do mecânico Roger Soubiran viajaram a bordo do hidroavião Felixtowe F.3, num voo que foi o primeiro entre o Continente e a Madeira e o grande teste para a travessia do Atlântico, conseguida em 1922.

A exposição evoca os protagonistas deste raid aéreo e divulga os objectivos daquela viagem, sendo que o principal era testar o sistema de navegação aérea, usando-se o primeiro “Sextante com horizontal artificial”, concebido e aperfeiçoado por Gago Coutinho e que podia ser usado a bordo de aeronaves.

Um outro instrumento “Plaqué de abatimento” ou “Corrector de rumos”, construído por Gago Coutinho, em colaboração com Sacadura Cabral, permitia calcular de forma simples e expedita a compensação necessária para correcção do rumo a seguir.

A viagem durou sete horas e meia e ficou demonstrada a precisão destes equipamentos que seriam determinantes no sucesso da travessia aérea do Atlântico Sul (Lisboa/Rio de Janeiro) que se realizou entre 30 de Março e 17 de Junho de 1922.

Gago Coutinho e Sacadura Cabral deram também outros contributos como a “Carta para marcação das posições” e as “Tabelas para o cálculo expedito das posições”.


 







Artigos relacionados:

  • Concluída a 1.ª Travessia Aérea do Atlântico Sul
  • Nasce Gago Coutinho
  • A metáfora acabada do furacão: imparável!
  • Quatro vídeos de grande valor histórico