Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

«GAIRSOPPA» AFUNDOU A 16 DE FEVEREIRO DE 1941

Localizada carga de navio britânico afundado com 220 toneladas de prata

Segundo a Odyssey Marine Exploration, a recuperação da carga deste navio, que será o maior tesouro submarino alguma vez encontrado, deverá começar na Primavera de 2012.
Uma sociedade norte-americana anunciou que foi localizada e identificada a carga de um navio britânico afundados pelos alemães em 1941 com 220 toneladas de lingotes de prata.

De acordo com um comunicado da Odyssey Marine Exploration, este será o tesouro submarino mais valioso alguma vez encontrado.

«Terminámos a primeira fase do projecto, a localização e identificação da carga e agora trabalhamos na fase da recuperação», explicou Andrew Craig, citado nesta nota.

Segundo esta sociedade, a recuperação desta carga, que está a 4700 metros de profundidade ao largo da Irlanda no Oceano Atlântico, deverá começar na Primavera de 2012.

A localização da carga do Gairsoppa, um navio de 125 metros de comprimento afundado em Fevereiro de 1941 quando vinha da Índia, foi feita através de submarino teleguiado.

Dos 85 passageiros que se encontravam neste navio quando este foi atingido por um submarino alemão, apenas um conseguiu sobreviver depois de 13 dias em alto mar.

FONTE: TSF







Artigos relacionados:

  • Há novos tesouros marinhos?
  • LIXO ESPACIAL NO FUNDO DO MAR - Satélite da NASA caiu no Oceano Pacífico
  • Calor global «perdido» pode estar indo para o fundo dos oceanos
  • Caranguejos gigantes estão a invadir o fundo do mar na Antárctida
  • Português eleito para a Autoridade Internacional dos Fundos Marinhos
  • Japão descobre terras raras no Pacífico
  • Oceana identifica mais de 100 espécies marinhas na montanha submarina de Gorringe (Portugal)
  • O mar turístico esconde guerras que nem os mergulhadores conseguem decifrar
  • Descobertas fontes hidrotermais a norte dos Açores
  • Quatro navios da Marinha Portuguesa afundados ao largo de Portimão
  • «Reforço da prospecção do mar custará até 15 milhões por ano»
  • As «criaturas» translúcidas do fundo do mar
  • Naufrágio provocado do «Victory 8B», em 2003, no Brasil
  • Naufrágio provocado do «Victory 8B»
  • Guarapari, a cidade que ganha com os naufrágios
  • Submarino-robot filma erupção vulcânica no fundo do mar
  • VIAGEM AO FUNDO DO MAR [3] Fundos marinhos
  • Projecto do CCMAR distinguido com bolsa da National Geographic Society
  • VIAGEM AO FUNDO DO MAR [2] Mar Profundo
  • Local do desastre da Air France tem o melhor mapeamento submarino do mundo
  • VIAGEM AO FUNDO DO MAR [1] - O aquário natural
  • Pequenas Delicadezas do Fundo do Mar
  • Submarino de titânio e carbono chegará a 8.000 m de profundidade
  • Casamento debaixo de água
  • Austrália afunda navio para formar recife artificial
  • Safaris no fundo do mar
  • No Mar Morto, cientistas procuram registos de meio-milhão de anos
  • Os estranhos sons do fundo do mar
  • Encontraram o barco do capitão de «Moby Dick»
  • Começou primeira corrida ao ouro no mar, a 1600 metros de profundidade
  • Pela primeira vez uma representação integral em 3D dos fundos marinhos