Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

APDL vai reforçar segurança do molhe norte da barra do Douro

O desaparecimento de um pescador lúdico, na madrugada de dia 11, quando foi arrastado por uma onda que galgou o molhe, levou a que vários populares, frequentadores da pesca lúdica, alertassem para o perigo do local onde têm acontecido vários acidentes. Por conta disso, a Administração dos Portos do Douro e Leixões (APDL) reuniu, de imediato, com a Protecção Civil e com a Capitania do Douro e decidiu reforçar os mecanismos de alerta de perigo .

No entender das entidades, que estiveram reunidas, não se considerou adequado que o acesso a este espaço fosse pura e simplesmente vedado . Lembram que a eficácia de todas estas medidas só resultará se complementada por elevado sentido cívico da população, respeitando a sinalização e alertas aí existentes.
A APDL sublinha que os molhes do Douro foram construídos com o objectivo de proteger a barra da força do mar, podendo ser usufruído em condições normais durante a maior parte do ano.

LEIA A NOTÍCIA DO "JN" NA INTEGRA