Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Prospecção de petróleo prejudica pescadores

Estão com prejuízos de dezenas de milhares de euros e em risco de abandonar o barco depois da empresa Mohave Oil and Gas Corporation ter feito uma prospecção de petróleo nas águas de Aveiro até à Figueira da Foz. A operação durou um mês e as embarcações tiveram de parar ou pescar em zonas desconhecidas. Quando os armadores voltaram ao trabalho após a prospecção chegar ao fim, sem resultados, depararam-se com um mar sem peixe.

"Fui para o mar na quarta-feira e na quinta tive de vir embora porque não conseguia trabalhar. Virei 300 alcatruzes [recipientes] e não apanhei um polvo. Investi 10 mil euros em artes novas e correu supermal", diz, desolado, Octávio Castro, armador do navio ‘Iolanda’.

CONTINUE A LER AQUI A NOTÍCIA DO "CORREIO DA MANHÃ"
 







Artigos relacionados:

  • Embarcações paradas ao longo de 120 quilómetros por causa de prospecção de petróleo
  • Canadianos investem 49 milhões para descobrir petróleo
  • Em 1935 o petróleo já era «o sangue do mundo»