Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Economias africanas vão continuar a crescer

A economia moçambicana cresceu 7,1 por cento no primeiro semestre deste ano, crescimento que foi alcançado apesar dos choques externos da economia mundial.

De facto, muitos analistas afirmam que a instabilidade nos mercados financeiros nos últimos dias não deverá ter efeitos negativos em África.

Anthony Carrol, um consultor sobre comércio e investimentos que há mais de três décadas trabalha em África, disse que esta é a oportunidade boa para investidores individuais ou de companhias colocarem dinheiro em África.

“África está a crescer a um ritmo não visto desde o período pós independências, sendo o crescimento do Produto Interno Bruto bem acima dos cinco por cento,” disse Carrol que recordou que a companhia de investimentos Goldman Sachs prevê que 8 das 11 economias em crescimentos nos próximos dez anos serão em África.

“O Banco Mundial diz que 4,7% dos investimentos globais vão agora para África, uma subida grande se levarmos em conta que em 2000 era menos de um por cento,” acrescentou.

O Banco de Desenvolvimento Africano prevê com efeito um crescimento médio em África de 6,5% no próximo ano apesar das recentes quedas nos mercados globais.

A companhia de investimentos Ernst and Young prevê que o investimento directo estrangeiro em África poderá alcançar 150.000 milhões de dólares até 2015 quando o ano passado foi de 84.000 milhões.

A queda dos últimos dias nas bolsas de valor afectou também as principais bolsas em África.

Mas muitos economistas afirmam que embora as grandes economias do mundo continuem em dificuldades a curto prazo, não há qualquer sinal que as economias africanas estejam a abrandar.

FONTE: ÁFRICA 21