Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

PORTO DE SINES CRESCE 23% NOS CONTENTORES, NO PRIMEIRO SEMESTRE

APSS paga 5.3 M€ de dividendos ao Estado

Dando cumprimento à deliberação da respectiva Assembleia Geral, a Administração do Porto de Sines procedeu à transferência de dividendos para o accionista Estado num montante 5,3 milhões de euros. A empresa apresentou um volume de negócios de 31 milhões de euros, livres de endividamento, e a sua autonomia financeira atingiu os 79%.

Do ponto de vista operacional, o Porto de Sines encerrou o 1.º Semestre de 2011 com um crescimento de 23% na movimentação de Carga Contentorizada, tendo conseguido um volume total de 203.389 TEU, face aos 164.992 TEU registados em período homólogo do ano transacto.

Nos diversos segmentos de carga há a registar um crescimento de 18% na Carga Geral, 15% no Gás Natural Liquefeito, 16% nos Graneis Sólidos e 28% nos Produtos Petroquímicos. Globalmente, pese embora ter havido uma recuperação ao longo do semestre, verificou-se uma quebra de 20% na movimentação de Produtos Petrolíferos, motivada pelo impacto da paragem da Refinaria de Sines para efeitos das obras de interligação da nova fábrica. Em todo o porto foram movimentadas 11,7 milhões de toneladas de mercadorias, mantendo uma clara liderança no sector.

Neste 1.º semestre registou-se ainda um incremento de 23,3% ao nível das exportações por contentor, evidenciando a tendência crescente da escolha do Porto de Sines pelas empresas sediadas no hinterland português e espanhol para a exportação das suas mercadorias. A totalidade do tráfego local teve um incremento de cerca de 30%, o que consolida Sines como o grande gateway da fachada Atlântica, único a dispor de ligações directas aos principais mercados mundiais.

O final do primeiro semestre fica também marcado pelo anúncio de um novo serviço de linha regular para o importante mercado da América do Sul e da escolha de Sines como o hub de transbordo entre a Ásia e a Costa Atlântica da América do Sul e Canadá. Estes desenvolvimentos confirmam a excelente localização estratégica de Sines no cruzamento das rotas Norte-Sul e Este-Oeste,e reforçam a integração do porto nas mais importantes cadeias logísticas mundiais, proporcionando aos agentes económicos portugueses acesso aos principais mercados mundiais com os mais reduzidos tempos de trânsito.