Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

NO MUNDO

K+N lidera mercado transitário

Em 2010, a Kuehne+Nagel (K+N) liderou o ranking mundial de transitários ao nível das receitas provenientes da actividade marítima e aérea. Está é uma das conclusões do recente relatório Global Freight Forwarding 2011, divulgado pelo site especializado “Transport Intelligence”.
O mesmo documento revela que em segundo lugar está a DHL e em terceiro e quarto lugar estão as empresas DB Schenker e Panalpina, respectivamente.

O relatório do “Transport Intelligence” indica que os transitários europeus lideram o mercado, uma vez que no top 10 encontram-se seis empresas com raízes na Europa. A Expeditors é a maior empresa transitária norte-americana, encontrando-se em quinto lugar.

Os 10 primeiros transitários representam 44% do total do mercado. Este valor tem vindo a aumentar gradualmente nos últimos anos. O estudo indica que em 2006, o top 10 representava 40% do valor total do mercado.

De acordo com o chefe executivo do “Transport Intelligence”, John Manners-Bell, 2011 vai ser mais um ano de sucesso para os transitários. “As cargas aéreas e marítimas continuam a crescer, embora não tão rapidamente como no ano passado”, refere.

FONTE: LOGÍSTICA MODERNA