Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Mais 230 novos navios porta-contentores em 2012

Ao longo do próximo ano entrarão ao serviço mais 230 navios porta-contentores, dos quais 59 com mais de 10 000 TEU de capacidade. Será um ano recorde, prevê a Braemar Seascope.

Juntos, os novos navios representarão um acréscimo de capacidade de 1,5 milhões de TEU, ou 9,5% do total mundial actual, superando com isso o anterior máximo, registado em 2007, imediatamente antes da crise que afectou o sector e a economia mundial.

Só no primeiro trimestre deverão ser entregues 80 navios, colocando uma forte pressão sobre a oferta de capacidade e o nível dos fretes. Que não pára de cair.

Mais de metade da nova oferta de capacidade será representada pelos 59 navios de mais de 10 000 TEU. Que tradicionalmente têm como destino os tráfegos entre a Ásia e o Norte da Europa. Segundo as contas da Braemar Seascope, os novos navios dariam para criar cinco novas rotações naquela linha, cada uma servida por dez navios de 13 000 TEU.

Desde o início do ano, armadores e operadores colocaram encomendas para 2,1 milhões de TEU. Desses, 1,7 milhões correspondem a navios de mais de 5 100 TEU. Abaixo desse patamar as encomendas rareiam, antevendo-se um crescimento da oferta global de 2,9% este ano e 3% no próximo.

FONTE: TRANSPORTES & NEGÓCIOS