Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

AÇORES

Governo anuncia conclusão das negociações para compra de 61,18 por cento da Transmaçor

O Governo Regional dos Açores anunciou dia 20 a conclusão das negociações para a aquisição de 61,18 por cento do capital da Transmaçor, empresa que assegura o transporte marítimo regular de passageiros entre as ilhas do Grupo Central do arquipélago.

"Estão concluídas as negociações, segue-se agora a formalização da compra", afirmou Vasco Cordeiro, secretário regional da Economia, acrescentando que a Região adquiriu três quotas, que representam cerca de 500 mil euros do capital social da empresa, pelo valor de um euro cada uma, num total de três euros.

Com esta aquisição, a Região Autónoma dos Açores passa a deter cerca de 88 por cento do capital da Transmaçor, ficando os restantes 12 por cento na posse de acionistas cujo paradeiro é desconhecido e que não têm comparecido às assembleias-gerais da empresa.

Vasco Cordeiro, que falava aos jornalistas em Ponta Delgada, salientou que foi assinado um memorando de entendimento entre as várias partes envolvidas nas negociações, nos termos do qual o passivo da Transmaçor, no valor global de oito milhões de euros, é dividido em partes iguais entre a Região e o empresário José Almeida, que é o detentor da maioria do capital da empresa.

O acordo determina ainda que a Transmaçor fique com o navio Expresso do Triângulo, que será utilizado para o transporte de passageiros nas ligações marítimas entre as ilhas do Triângulo (Faial, Pico e S. Jorge).

Os navios Expresso das Ilhas, que não foi certificado pelo IPTM, e Baía de Málaga, cuja aquisição está envolvida num processo judicial, ficam para José Almeida nos termos do memorando de entendimento.

Vasco Cordeiro salientou que a aquisição da maioria do capital da Transmaçor não prevê despedimentos de pessoal e revelou que os horários de Verão ainda em falta serão publicados em breve, assim como os horários de Inverno.

Em meados de abril, o secretário regional da Economia tinha admitido que o executivo estava em conversa ções para uma intervenção na Transmaçor, que justificou com a "natureza estratégica que o transporte marítimo de passageiros assume no grupo Central", especialmente para as ilhas do Faial, Pico e S. Jorge.
As negociações surgiram depois de José Almeida ter manifestado várias vezes disponibilidade para a vender, tendo a situação evoluído depois de a administração da Transmaçor ter admitido que não tinha condições para assegurar o serviço público no transporte de passageiros.

A Transmaçor -- Transportes Marítimos Açorianos foi fundada em dezembro de 1987 na sequência da fusão da Empresa das Lanchas do Pico, da Empresa Açoriana de Transportes Marítimos e da Transcanal, que possuem 80 por cento do capital.

A empresa efectua ligações regulares durante todo o ano entre as ilhas do Faial, Pico, S. Jorge e Terceira, especialmente entre os portos da Horta e da Madalena, que têm entre quatro e seis ligações diárias.

FONTE: LUSA