Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Crise obriga exportadoras a diversificar mercados

A solução para as empresas portuguesas fugirem à crise que se instalou no país e que deverá perdurar pelo menos nos próximos dois anos é diversificar os mercados de exportação.

Com as vendas centradas no mercado comunitário - vale cerca de 75% das exportações nacionais - e num contexto em que boa parte dos países europeus está a registar crescimentos diminutos chegou a altura de apostar noutros países. Esta é a principal conclusão da VI Conferência Risco País 2011, uma organização da Coface e da AEP, que decorreu na passada semana, no Porto.

"A economia portuguesa não vai crescer" e, por isso, "é no aumento das exportações que temos de trabalhar", afirmou na ocasião Francisco Mendes Palma, director de ES Research do BES.

Salientando que não se deve abandonar as relações comerciais duradouras, como é exemplo a Alemanha, Mendes Palma desafiou os empresários a olhar para os países de expressão portuguesa, que constituem um universo de 245 milhões de pessoas e valem 4,2% do comércio internacional.

Mendes Palma referiu ainda que, no ano passado, só 7,3% das exportadoras portuguesas (cerca de 1300) venderam para o Brasil, dando assim a entender o potencial ainda por aproveitar do mercado brasileiro.

FONTE: DIÁRIO ECONÓMICO