Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Polis Ria Formosa e IPTM investem 3,6 milhões em novos cais

As ilhas-barreira, em Olhão, e as ilhas da Culatra (Povoação e Farol) e Armona já dispõem de novas pontes-cais de acesso e estão preparadas para esta época balnear.

A empreitada implicou um investimento de 3,6 milhões de euros, suportados pela Sociedade Polis Litoral Ria Formosa, pelo Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM) e pelo Programa de Investimentos do Turismo.

Os trabalhos incidiram na reabilitação das estruturas de betão armado, pavimentos e revestimentos de escadas, bem como na substituição de elementos de desgaste (guardas, corrimãos e defensas).

Nas várias localizações, foram igualmente instalados pontões flutuantes, ligados aos cais existentes por meio de passadiços, que permitirão mais segurança e conforto na utilização das carreiras regulares de acesso às ilhas barreira.

Apesar dos recordes, só depois do verão o cais das Quatro Águas (que permite o acesso à Ilha de Tavira) será reformulado.

Os projectos não avançaram mais cedo para evitar constrangimentos nos meses de maior procura.

 FONTE: BARLAVENTO