Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

EUA

Importação de carga contentorizada aumenta 8,7%

A importação de cargas contentorizadas aumentou 8,7% em Abril, chegando a 1,4 milhões de Teus (unidade de medida equivalente a um contentor de 20 pés). A alta veio logo depois de um queda de 3% no ano a ano registado em Março. Com isso, a previsão é de que as importações crescerão 4,6% este ano, enquanto as exportações devem crescer 10%.

Importações provenientes da China tiveram alta de 10%, ou quase 60 mil Teus, desde abril de 2010. O embarque de peças automotivas teve aumento de 48%, ou 3.812 Teus, chegando a um total de 11.803 Teus. Já as importações dos Estados Unidos de calçados chineses aumentaram 12%. Apesar da alta na produção do sudeste da Ásia, a China ainda é responsável por três quartos das importações de calçados país norte-americano.

Outros países cujas embarcações para os Estados Unidos aumentaram foram a Itália, com mais de 23%, Vietnã, com 16%, e Japão, que teve alta de 6%, apesar do declínio na produção de peças automotivas, pneus e motores.

O maior aumento de commodities foi a peça automotiva, que cresceu 25%, ou 10.462 Teus, seguida por pneus, com 18%, ou 5.490 Teus, e roupas femininas e infantis, com 28% de alta, ou 6.475 Teus. As importações de brinquedos caíram 5%, ou 1.963 Teus, em comparação ao ano passado.

FONTE: CONEXÃO MARÍTIMA