Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

NOS DOIS PRIMEIROS MESES DE 2010

Exportações portuguesas para o Brasil crescem 28%

As exportações portuguesas para o mercado brasileiro subiram cerca de 28% nos primeiros dois meses deste ano, somando US$ 101 milhões, de acordo com os dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil (MDIC).

Em Fevereiro Portugal exportou para o Brasil bens no valor de US$ 51,3 milhões, o que corresponde a um crescimento de 3% face a janeiro e a uma subida de 7% em comparação com fevereiro de 2010.

Na pauta dos produtos que o Brasil mais comprou a Portugal nos primeiros dois meses de 2011 a liderança vai para o azeite, como vem sendo costume. Os azeites, nas suas várias referências (virgem ou refinado, por exemplo), representaram mais de 29,4% do total das vendas lusas para o Brasil em janeiro e fevereiro, contra 28% no mesmo período do ano passado.

O bacalhau, com participação superior a 12% nas exportações portuguesas para o Brasil, foi outro dos itens na liderança do comércio entre os dois países. Assim como as pêras frescas, com quota de 6,7%.

No sentido contrário, as vendas do Brasil para Portugal registraram em fevereiro um abrandamento. As empresas brasileiras faturaram com o mercado português US$ 101 milhões no mês passado (tanto quanto Portugal exportou em dois meses), que é um volume 53,6% inferior ao de janeiro e que fica também abaixo dos US$ 133 milhões exportados em fevereiro de 2010.

Segundo o MDIC, as exportações brasileiras para Portugal somam nos primeiros dois meses de 2011 mais de US$ 320 milhões, cifra que supera em quase 73% o registro do ano passado.

Apesar da queda de fevereiro, o petróleo continua sendo dono e senhor da pauta de exportações brasileiras para Portugal, com 23,9% de participação (abaixo dos 38,5% dos primeiros dois meses de 2010).

Porém, agora o açúcar de cana está mais próximo da liderança da pauta de exportações brasileiras, ao representar até final de fevereiro quase 18,5% de tudo o que o Brasil vendeu a Portugal (acima dos 12,6% de igual período do ano passado).

Posição idêntica, na casa dos 18%, têm os laminados de ferro e aço. Já a soja assume participação superior a 10% nas vendas brasileiras para o mercado luso, de acordo com os dados do MDIC.

FONTE: Portal das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil