Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Governo cria grupo de trabalho para simplificar transportes marítimos e portos

O Diário da República de 7 de Março dá conta da criação de um Grupo de Trabalho Multidisciplinar (GTM) para propor medidas de simplificação de procedimentos nos transportes marítimos e nos portos.
O objectivo é “melhorar os serviços prestados pelas entidades públicas com competências” no sector sector marítimo-portuário, sendo-lhe concedido o prazo de cinco meses, e podendo lançar mão de ferramentas como alterações à legislação existente, propostas de novos procedimentos e sugestões de outra índole. No final desse prazo, o Forum Permanente para os Assuntos do Mar deverá pronunciar-se sobre os resultados obtidos.

A coordenação será da Secretaria de Estado da Modernização Administrativa. Em termos de funcionalidade, o GTM integrará representantes da Agência para a Modernização Administrativa, da Direcção Geral das Alfândegas e dos Impostos Especiais sobre o Consumo, da Direcção Geral da Autoridade Marítima, da Estrutura de Missão para os Assuntos do Mar, do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, do IPTM, do Instituto da Água e da Direcção Geral da Saúde.

GTM: Amplos poderes

O GTM deverá "analisar a legislação e o quadro de competências das várias entidades que intervêm neste âmbito; identificar todas as situações legais em cujo contexto têm que existir documentos de licenciamento ou outros actos permissivos necessários para o exercício de actividades ou acções no domínio do sector marítimo-portuário; propor as alterações ao quadro legal em vigor que se ajustem às necessidades identificadas; analisar os mecanismos de interacção dos cidadãos e empresas com as entidades prestadoras de serviços neste sector e propor medidas de agilização para os facilitar numa visão integrada e multicanal; produzir esquemas (fluxogramas) demonstrativos dos procedimentos a estabelecer e interpretativos da legislação existente, em linguagem clara, acessíveis de forma simples a quem deles precisar; e propor uma forma de desenvolver as ferramentas informáticas que permitirão, com um mínimo de procedimentos administrativos, disponibilizar a informação necessária aos cidadãos e às empresas que pretendam desenvolver a sua actividade nesta área.

Para além da área transportes marítimos e portos, foram criados dois outros GTM: um para as actividades lúdicas relacionadas com o mar, também este integrado, entre outros, por representantes do IPTM, com vista a melhorar os serviços prestados pelas entidades
públicas com competências neste domínio; e outro "com a missão de identificar áreas susceptíveis de simplificação de procedimentos e propor as medidas para tal necessárias, no âmbito do sector da exploração dos recursos marinhos vivos, assegurando a sua salvaguarda e uso sustentável".

FONTE: CARGO