Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Espanha e Portugal são os principais destinos das exportações de Cabo Verde

As exportações de Cabo Verde aumentaram 33,1 porcento em 2010, das quais os principais produtos foram os peixes moluscos e crustáceos e as conservas, segundo os dados do comércio externo divulgados quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE) na Praia.

Segundo o INE, em 2010 os produtos mais exportados por Cabo Verde foram os peixes, moluscos e crustáceos, representando 40,6 porcento do total, e as conservas, com 39,0 pocento.

No período 2009-2010 houve uma evolução positiva no montante das exportações de Cabo Verde para todas as zonas económicas e a Europa continua a ser o maior cliente de Cabo Verde, representando 94,1, porcento do total, embora este número esteja 2,9 pontos percentuais (pp) abaixo do registado no ano anterior.

Entre os países europeus, a Espanha destaca-se no ranking dos principais clientes de Cabo Verde, representando cerca de 68,3 porcento do total das exportações em 2010 (72,6 porcento do total da zona económica em que se insere) e elas tiveram uma variação positiva de cerca de 64,2 porcento comparativamente a 2009.

Portugal posiciona-se em segundo lugar na estrutura das exportações de Cabo Verde com 24,9 porcento do total, apesar de ter descido 13,3 pp em 2010 relativamente ao ano anterior, o que em termos de evolução representou uma queda de 13,3 porcento.

O valor das exportações de vestuários em 2010 teve uma evolução negativa, na ordem de 30,8 porcento, quando comparado com o ano 2009.

Por sua vez, as importações de Cabo Verde, em 2010, aumentaram 10 porcento face ao ano anterior. O continente europeu continua a ser o principal fornecedor do arquipélago, com 79,1 porcento do montante total (contra 78,8 porcento do ano anterior).

No concernente aos restantes continentes, a Ásia e a América representaram 9,4 e 8,6 porcento do total das importações no ano de 2010 contra 8,2 e 9,2 porcento no ano transato, traduzindo-se numa variação positiva de 26,2 e 1,9 porcento, respetivamente.

O peso das importações provenientes do continente africano caiu de 2,7 porcento em 2009 para 1,9 porcento no ano em apreço, resultante de uma evolução negativa de 23,9 porcento.

Em 2010, Portugal consolidou a sua liderança entre os fornecedores de Cabo Verde, com 45,5 porcento do total das importações cabo-verdianas (57,5 porcento na zona económica em que se insere), seguido dos Países Baixos com 13,5 porcento.

Entre os principais países de proveniência das importações de Cabo Verde, com evolução positiva em 2010, o destaque vai para a China cujo montante cresceu 158,6 porcento, enquanto Portugal, Países Baixos e França tiveram aumentos na ordem de 18,4, 11,6 e 27,3 porcento, respetivamente.

FONTE: ÁFRICA DIGITAL