Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

V PLENÁRIO DA COMUNIDADE DE TRABALHO CENTRO DE PORTUGAL-CASTILLA Y LEÓN

Portos de Aveiro e da Figueira da Foz apresentam balanço de actividades

As administrações dos portos de Aveiro (APA) e da Figueira da Foz (APFF)  apresentaram detalhado balanço das actividades desenvolvidas no âmbito da "COMUNIDADE DE TRABALHO CENTRO DE PORTUGAL-CASTILLA Y LEÓN". O detalhe foi efectuado no decorrer do V Plenário desta comunidade, reunida no Palacio de Montarco, em Ciudad Rodrigo (Espanha), a 15 de Fevereiro.

A Comunidade é dinamizada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDR-C) e pela Junta de Castilla y León (JCYL). José Luís Cacho, presidente da APA e da APFF, chefiou a delegação dos dois portos presente em Ciudad Rodrigo.

Do balanço de actividades dos portos de Aveiro e da Figueira da Foz salientamos:

- Elegeu-se, no âmbito do projecto MIT, como principal vector de desenvolvimento das regiões centro de Portugal e Castela e Leão, a necessidade de realização de projectos “âncora” de cooperação entre as duas regiões que pudessem contribuir para converter o corredor “E-80”, elo de ligação das duas regiões, de um corredor, hoje, sobretudo, de “passagem” entre aquelas regiões e o resto da Europa, para um corredor difusor de oportunidades e atractivo para a instalação de novas actividades.

Os portos de Aveiro e da Figueira da Foz, sendo actores importantes no desenvolvimento do sistema de transporte e serviços logísticos de ambas as regiões, possuem como uma das suas principais linhas orientadoras de desenvolvimento o alargamento do seu hinterland à região de Castela e Leão e a promoção da sua maior integração nas cadeias logísticas de transportes. Para este efeito, as acções de cooperação com a região de Castela e Leão têm vindo a assumir, de modo gradual, um carácter mais importante no seu plano de actividades. Das acções realizadas em 2010 e/ou actualmente em curso, destacam-se as seguintes:

1- Realização, em 9 Junho de 2010, do IV Encontro Luso Espanhol de Logística: sector agro-alimentar”

Trata-se de actividade inserida no protocolo de cooperação celebrado entre a APA, a APDL e a Zaldesa, para a promoção das respectivas infra-estruturas e seus serviços de forma integrada, tendo a IV edição, realizada em Salamanca, sido dedicada ao seu principal sector de actividade, ou seja o sector agro-alimentar. Através da sua realização contribuiu-se para a promoção de um maior conhecimento das vantagens do transporte intermodal de base marítima, com a apresentação de casos de sucesso aplicados ao sector agro-alimentar que hoje utilizam o Porto de Aveiro, como também para a criação de alianças entre os operadores de transporte que nele participaram.

2- Projecto “Intermodalidade E-80”

Este projecto tem como objectivo último promover o transporte intermodal no corredor E-80, em detrimento do rodoviário, sendo o os seus promotores os portos de Aveiro e Leixões e a Zaldesa. Como linhas de acção para a sua concretização, definiu-se a realização de workshops e seminários entre os agentes que operam na cadeia de abastecimento, os quais têm por objectivo fomentar a reflexão sobre o seu estado de desenvolvimento actual segundo os seus utilizadores (workshop inicial) e identificar, para cada um dos seus elementos, as acções que permitem a sua optimização e, dessa forma, a sua competitividade como um todo.

Não obstante dos objectivos específicos, associados a cada workshop, refira-se que aqueles possuem como objectivo transversal a promoção das vantagens do transporte intermodal e a criação de parcerias de cooperação entre os agentes da cadeia de transportes com vista à sua maior oferta daquele tipo de serviços.

Os workshops específicos versam sobre cada um dos elementos que integram a cadeia logística de transportes, como sendo o Short Sea Shipping (SSS), as ligações rodo-ferroviárias dos portos e as plataformas logísticas.

Ao Porto de Aveiro cabe liderar o workshop dedicado à promoção do SSS, enquanto parte integrante de serviços door-to-door. Pretende-se através da sua rrealização promover as actuais condições oferecidas pelo porto para a prestação daquele tipo de serviços, identificar aspectos de melhoria e potenciar a criação de parcerias entre armadores/transitários/transportadores rodoviários para o desenvolvimento de novos serviços.

As acções inerentes à realização do 1º workshop irão ser concluídas em fins de Março, com a edição de um documento com as suas principais conclusões, mormente as ideias chave transmitidas pelos utilizadores do corredor E-80 auscultados e uma súmula das principais conclusões registados por outros projectos europeus elaborados no âmbito da promoção do transporte intermodal. Prevê-se o inicio dos restantes workshops em Maio de 2011.

Por fim, refira-se que este projecto é um projecto co-financiado pelo Programa Marco Polo II, no âmbito da medida “Acções de Aprendizagem Comuns”.

3- Mostra da exposição “A Barra e os Portos da ria de Aveiro: 1808-1932”, pelas cidades principais cidades de Castela e Leão

Nos dias 26 de Março e 14 de Abril de 2010, a exposição infra esteve patente na cidade de Villadolid, tendo tipo o apoio da CCDRC, do Governo de Castela e Leão, da Diputación de Valladolid e da Cylog. Presentemente e até ao dia 13 de Março de 2011, aquela encontrar-se-á patente na cidade de Salamanca, tendo, neste caso, tido a co-organização conjunta dos portos de Aveiro e da Figueira da Foz e da Zaldesa e o apoio do Governo Português através do Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, o Ayuntamento de Salamanca, a Cylog e a CCDRC.

Esta actividade insere-se no programa comemorativo dos 200 anos de abertura da barra do Porto de Aveiro, permitindo dar a conhecer aos visitantes o seu arquivo histórico relativo ao desenvolvimento das suas principais infra-estruturas e actividades.

4- Projecto “Logística Cencyle”

Trata-se de projecto submetido a co-financiamento do Programa Operacional DE Cooperação Transfronteiriço Espanha-Portugal (POCTEP), prevendo-se o seu inicio durante o 1º trimestre de 2011. O seu investimento ascende a 1,8 milhões de euros, com uma taxa de comparticipação de 75%.

Constitui um projecto de cooperação entre as principais entidades gestoras das plataformas logísticas da região Centro (Porto de Aveiro e Câmaras da Figueira da Foz e da Guarda) e da região de Castela e Leão (Zaldesa e rede Cylog).

Os seus principais objectivos são a criação de uma rede de cooperação entre as plataformas do território cencyle, a promoção internacional das plataformas logísticas participantes e dos respectivos serviços logísticos oferecidos e a elaboração dos estudos e dos projectos técnicos necessários ao aumento da competitividade das plataformas envolvidas.

Para este efeito, as principais actividades previstas realizar no âmbito do referido projecto são a elaboração de um Plano Estratégico para o desenvolvimento integrado das plataformas logísticas envolvidas (inclui o estudo das suas vocações, serviços complementares e necessidades de mercado), de um Plano de Marketing que oriente o seu desenvolvimento futuro de forma integrada e de um Plano de Comunicação, através do qual serão realizadas acções de promoção internacional das plataformas e seus serviços.

PARA SABER MAIS
La Junta ve clave la implicación civil en la cooperación transfronteriza (TRIBUNA DE SALAMANCA)

CCDRC NA LIDERANÇA - Novos projectos vão afirmar região Centro e Castilla y León (DIÁRIO DE COIMBRA) 
 







Artigos relacionados:

  • Relações de Castela e Leão com Portugal são agora mais forte do que nunca
  • V Plenário da Comunidade de Trabalho Centro de Portugal-Castilla y León