Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Turismo mundial cresceu 6 a 7 por cento em 2010

O turismo mundial terá registado em 2010 um crescimento da ordem dos 6 a 7 por cento nas chegadas internacionais, revelou Márcio Favilla, director executivo de Competitividade, Relações Exteriores e Associações da Organização Mundial de Turismo (OMT).

Favilla falava na abertura da Cimeira do Turismo Português, organizada pela Confederação do sector, e que este ano se debruçou sob o tema “Cidades, pólos de crescimento económico e do turismo no século XXI”.

O responsável da OMT realçou a evolução positiva do turismo mundial depois das quebras significativas registadas em 2009, nomeadamente na Europa (incluindo Portugal) que se encontra numa trajectória de recuperação.

 

Na abertura da cimeira, que decorreu no Centro de Congressos do Estoril, o Secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade, defendeu a importância do turismo para o desenvolvimento da economia portuguesa, sublinhando que o sector tem hoje um contributo de 14 por cento na globalidade das exportações portuguesas, sendo que essa percentagem aumenta para os 44 por cento se apenas se tiver em conta as exportações de serviços.

 

O governante sublinhou que 2010 foi um ano positivo para o turismo português e que as medidas públicas levadas a cabo em consonância com os agentes do sector privado têm contribuído para o desenvolvimento sustentado desta actividade. Afirmou-se ainda optimista relativamente ao desenvolvimento da actividade turística em Portugal.

 

Referindo-se à situação actual da economia portuguesa, o presidente da CTP (Confederação do Turismo Português), José Carlos Pinto Coelho, falou na necessidade de se “encontrar projectos transversais, que mobilizem grande quantidade de pessoas, que possam arrancar imediatamente e que tirem o máximo rendimento dos investimentos que já foram realizados”.

 

Lisboa é a cidade escolhida para o projecto da CTP no âmbito do tema da cimeira, disse, e o seu objectivo é competir com Madrid e Barcelona em negócios internacionais e como grande centro de comércio e serviços, mas para tal “é necessário projectar e organizar a grande Lisboa, incluindo Cascais e Oeiras, articulado com Sintra, de forma a torná-la pólo de crescimento, de criação de riqueza e bem estar social”.

 

A cimeira organizada pela CTP contou com a participação de vários oradores estrangeiros, entre os quais se encontrava o ex-Presidente da Câmara (Mayor) de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, que durante dois mandatos, conseguiu reduzir a criminalidade na cidade e melhorar a sua qualidade de vida, aumentando a sua atractividade em termos de captação de turistas e de fixação de empresas.


FONTE: aicep Portugal Global