Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

António Costa reuniu-se com Guterres e pede acções drásticas para enfrentar emergência oceânica

O primeiro-ministro, António Costa, reuniu-se esta segunda-feira com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, e defendeu que a conferência de Lisboa, que vai decorrer até sexta-feira, deve definir "ações drásticas" para enfrentar a emergência oceânica.

Esta posição foi transmitida por António Costa na rede social Twitter, depois de ao final da tarde se ter reunido com o antigo chefe do Governo português (1995/2002) e atual secretário-geral das Nações Unidas no Altice Arena, em Lisboa, onde decorre a 2.ª Conferência dos Oceanos da Organização das Nações Unidas (ONU), coorganizada por Portugal e pelo Quénia.

"No encontro com o secretário-geral das Nações Unidas reafirmei o compromisso de Portugal com a ONU e com a agenda dos Oceanos. Temos de responder ao repto do secretário-geral. É importante que de Lisboa saiam ações drásticas para enfrentar a emergência oceânica", escreveu António Costa.

mais detalhes