Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

SUGESTÃO DE LEITURA

Volta ao Mundo - 500 Anos Depois...

Dar a volta ao mundo 500 anos depois é, antes de mais, homenagear Fernão de Magalhães. É circum-navegar o mundo dos séculos XVI e XXI ao mesmo tempo e ficar a saber por que nas espartanas naus de Magalhães muitos morreram à fome, mas no luxuoso paquete “Costa Luminosa” se morreu por excesso de comida.

 

É compreender porque as catedrais e basílicas de Goa se transformaram nos arranha-céus de Singapura e Dubai; os fortes portugueses de Muscate em Omã nos porta-aviões da 7.ª esquadra americana; e a rota das especiarias na rota do petróleo.

É extasiar-se com a divinização da Natureza na civilização Maori e descobrir que tal só aconteceu porque a Polinésia estava muito longe dos incensos salvíficos do Ocidente e do Oriente. É entender que o descobrimento do “Paso”, entre o Atlântico e o Pacífico no século XVI, só terá equivalente no século XXI ou seguintes, quando outro Magalhães descobrir um atalho no espaço/tempo para do nosso universo se passar a outra qualquer galáxia do cosmos. Foi, por isso, que o consultor da NASA Laurence Bergreen proclamou recentemente: “Se eu fosse português em 2019 teria muito orgulho.”

João Carlos Sarabando, natural da aldeia de Lombomeão, Vagos, começou cedo a maravilhar-se pelas viagens náuticas. Ainda criança, desenhava com cotos de giz, em cima de portas acabadas de pintar, os paquetes Vera Cruz e Santa Maria. Mais tarde, realizou regatas em barcos construídos com talos de milho verde, ao longo das regadeiras mestras. A canoa acabou pendurada na garagem da casa do Freixo, na margem direita do rio Douro. Mal sabia ele que estaria a poupar energias para em 2019 homenagear Fernão de Magalhães ao realizar esta “Volta ao Mundo… 500 anos depois”.

Um livro que conta com o apoio da Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Circum-Navegação comandada pelo navegador português Fernão de Magalhães (2019-2022).

FONTE