Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Movimento de mercadorias cresceu 4,4% nos portos da Madeira

Está a chegar mais carga contentorizada à Região Autónoma da Madeira, o que acaba por ser um sinal positivo para o consumo e para a economia, nomeadamente a expedição de produtos, que registou uma subida de 11% no primeiro semestre deste ano, face ao período homólogo de 2020.

O movimento de mercadorias nos portos ascendeu a 524,3 mil toneladas nos primeiros seis meses deste ano, traduzindo uma variação positiva de 4,4% em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo os dados divulgados esta tarde pela Direcção Regional de Estatística (DREM).

"Para a variação positiva entre 2020 e 2021 contribuiu o acréscimo observado no carregamento (+10,8%, +0,1% face a 2019) e no descarregamento (+3,5%, -11,2% face a 2019) de mercadorias", destaca a DREM, o que acaba por ser um sinal positivo para a expedição e a exportação de produtos da Madeira.

De sublinhar ainda que no segundo trimestre de 2021, o acréscimo homólogo no movimento total de mercadorias foi de 34,8% (face a 2019 observou-se um decréscimo de 4,2%).

Contudo, no global semestral, estamos ainda aquém dos registos de 2019, antes da crise pandémica. O decréscimo é de 9,8%.

fonte