Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

A turbina de marés mais potente do mundo já está a funcionar

A mais poderosa turbina de marés do mundo já está em funcionamento no arquipélago escocês de Orkney.

A turbina O2, que pesa 680 toneladas métricas, começou a funcionar, marcando um grande passo para o sector de energia marinha do Reino Unido.

A Orbital Marine Power explicou, em comunicado citado pelo Interesting Engineering, que a turbina de 2 megawatts foi ancorada num corpo de água chamado Fall of Warness, com um cabo submarino a ligá-la a uma rede elétrica local em terra, no Centro Europeu de Energia Marinha em Orkney.

Na região onde se encontra, a cerca de 35 metros de profundidade, a velocidade das marés pode atingir os três metros por segundo (3m/s), permitindo gerar e distribuir energia suficiente para alimentar 2.000 casas por ano.

Esta tecnologia faz com que não haja qualquer desperdício de energia. As duas hélices que bombeiam a água rodam para ambos os lados e acompanham sempre o movimento das marés – isto significa que nunca estão totalmente paradas.

Além disso, a força das marés é previsível, ao contrário do que acontece com outras energias renováveis. A previsibilidade traduz-se em desperdícios de energia ainda menores.

A Orbital Marine Power espera que a força das marés possa vir a desempenhar um papel no futuro da descarbonização do Reino Unido. A turbina vai funcionar durante os próximos 15 anos.

“O nosso objetivo é que este projeto seja o gatilho para o aproveitamento dos recursos das marés em todo o mundo”, disse o CEO da Orbital Marine Power, Andrew Scott. Além do papel no combate às mudanças climáticas, o responsável espera “criar um novo setor industrial de baixo carbono”.

fonte