Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Segundo abastecimento de GNL no Porto de Viana do Castelo

A APDL assegurou domingo, dia 11 de abril, no porto de Viana do Castelo, o segundo abastecimento de gás natural liquefeito (GNL) a um navio do armador Baleària Eurolíneas Marítimas.

Trata-se do ferry "Martín i Soler", de 165 metros e com capacidade para transportar 1200 passageiros e cerca de 560 veículos, o qual se encontra desde inícios de novembro de 2020 nos estaleiros navais da West Sea, em Viana do Castelo, para reconversão e modernização.

Os trabalhos de reconversão do navio incidiram na instalação de um tanque de 360 metros cúbicos o que permitirá uma autonomia de cerca de mil milhas náuticas e na montagem de sensores para medir o consumo e as emissões em tempo real.

A operação de abastecimento foi concertada entre a APDL, a West Sea, a Baleària (armador), a Marmedsa (Agente de Navegação) e a ESK (empresa especialista em transporte de gases liquefeitos e criogénicos), com a colaboração e suporte de entidades marítimas, portuárias e de proteção civil, tendo ainda nomeado a SGS Portugal como sua consultora para, conjuntamente com a equipa interna, supervisionar tecnicamente toda a operação do navio e do transportador/abastecedor.

A check list com mais de 70 itens, sustentou o planeamento e o cumprimento rigoroso de todas as regras e políticas de prevenção de riscos e segurança, o que permitiu toda a tranquilidade e o sucesso da operação.

Consciente da importância do GNL para a redução das emissões de gases com efeitos de estufa, a APDL reconhece que no caso do transporte marítimo, a sua utilização pode permitir ao sector cumprir as exigências de diminuição do teor de enxofre e azoto nos combustíveis navais, pelo que a Administração Portuária está empenhada em desenvolver uma estratégia que coloque os portos sob sua jurisdição na rota do abastecimento de GNL a navios.

Nos últimos anos a utilização de GNL como combustível marítimo tem aumentado, sendo uma alternativa aos combustíveis tradicionais, permitindo atenuar os problemas ambientais e cumprir com a legislação aplicável ao transporte marítimo.