Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

Porto de Sines fecha 2020 a crescer 13% nos contentores

O Porto de Sines encerrou 2020 com um aumento da carga contentorizada de 13% em relação ao ano anterior. Este foi o terceiro melhor resultado de sempre em termos de movimentação de contentores, com a particularidade de ter sido alcançado num contexto pandémico, em que as projeções mundiais apontam para um decréscimo neste segmento. Na carga contentorizada importa ainda destacar o aumento do volume relacionado com o hinterland que representa já mais de 442 mil TEU, demonstrando a crescente importância de Sines nos fluxos de importação e exportação das empresas.

No segmento dos granéis líquidos registou-se um ligeiro crescimento de 1% em relação a 2019, para um total de 21,5 milhões de toneladas. Neste segmento, assumem especial relevância a receção de mais de 8,3 milhões de toneladas de crude para abastecimento da refinaria de Sines, a movimentação de 7,3 milhões de toneladas de refinados (gasolinas, gasóleos e similares), na sua maioria para exportação, e ainda a receção de mais de 4 milhões de toneladas de Gás Natural Liquefeito (GNL), que representam mais de 90% das necessidades do país em gás natural.

O segmento dos granéis sólidos apresentou um resultado negativo, com uma quebra de 80% da movimentação, explicada pelo anunciado encerramento das centrais termoelétricas a carvão. A quebra na movimentação deste mineral insere-se no âmbito do plano de descarbonização da economia, que tem tido impacto na movimentação do Porto de Sines nos últimos anos e que, em 2020, representou menos 2,5 milhões de toneladas movimentadas.

Na soma dos três segmentos de carga, o Porto de Sines encerrou o ano com uma movimentação total de 42,2 milhões de toneladas em todos os terminais portuários, refletindo um crescimento de 1% face ao ano transato.

2020 foi também o ano em que o Porto de Sines apresentou o novo plano estratégico, orientado para o reforço da centralidade e da conectividade assente num modelo de gestão de rede ou de coordenação do sistema, e um compromisso firme com a sustentabilidade ambiental e social, preparando o porto para um futuro cada vez mais moderno, inovador, digital e eficiente.

2020 foi um ano diferente de todos os outros. O contexto pandémico em que vivemos obrigou as empresas a adaptarem-se a novas realidades e a encontrar novas soluções para servir os clientes. Os resultados positivos alcançados pelo Porto de Sines, tanto na movimentação total como, particularmente, na carga contentorizada, demonstram a capacidade e resiliência de todos os que trabalham nesta infraestrutura portuária e que garantem uma resposta adequada às necessidades das empresas localizadas do hinterland, tanto em Portugal como em Espanha.