Portos de Portugal
Viagem ao Centro do Mundo

Porto de Viana do Castelo,
Alberga o maior estaleiro do País

Porto de Leixões
Referência na Região Norte do País

Porto de Aveiro
Uma solução Intermodal competitiva

Porto da Figueira da Foz
Promotor da Economia da Região Centro

Porto de Lisboa
Atlantic Meeting Point

Porto de Setúbal
Solução Ibérica na Região de Lisboa

Porto de Sines
Porta do Atlântico

Portos da Madeira
O Paraíso dos Cruzeiros

Portos dos Açores
A sua plataforma no Atlântico

Quem Somos

A APP – Associação dos Portos de Portugal é uma Associação sem fins lucrativos constituída em 1991, com o objectivo de ser o fórum de debate e troca de informações de matérias de interesse comum para os portos e para o transporte marítimo.

Pretende-se que a APP contribua para o desenvolvimento e modernização do Sistema Portuário Nacional, assumindo uma função que esteve subjacente à sua criação: constituir-se como um espaço privilegiado de reflexão e de decisão.



Newsletter

Clique aqui para se registar na newsletter.

Clique aqui para sair da newsletter.

Janela Única Logística



Notícias

A primeira rotunda subaquática no Oceano Atlântico já abriu!

Já abriu ao trânsito a primeira rotunda subaquática no Oceano Atlântico, integrada num túnel de 11 quilómetros, nas Ilhas Faroe

A construção começou em 2016: um túnel rodoviário de 11 quilómetros que liga duas ilhas das Ilhas Faroé, o pequeno arquipélago situado entre a Islândia, a Escócia e a Noruega; no final, antes dos veículos emergirem à superfície, encontra-se a primeira rotunda sob o Oceano Atlântico, a fazer lembrar uma medusa – ou um cogumelo. O centro é um rochedo, que foi aproveitado para reforçar a segurança da estrutura.

Com cerca de 50 mil habitantes, as Ilhas Faroé abriram ao trânsito o terceiro túnel entre ilhas (são 18 no total), neste caso as duas mais populosas, Streymoy e Eysturoy. A nova acessibilidade permite encurtar distâncias entre a capital do arquipélago, Tórshavn, e todas as ilhas situadas a Leste. A vila de Runavik, em Esyturoy, fica agora a 15 minutos de viagem de automóvel, menos uma hora do que demorava anteriormente.

A nova via tem um duplo objetivo: além de pretender fixar as populações em regiões mais remotas do arquipélago, o governo acredita que pode aumentar a oferta turística neste território autónomo da Dinamarca. Até 2019, antes da pandemia do novo coronavírus, o turismo apresentava uma tendência de crescimento sustentado.

Para 2023 está previsto um quarto túnel interilhas, para ligar Streymoy a Sandoy, uma das ilhas a Sul onde agora só se chega de barco.

fonte